Maradona é internado na Argentina

Diego Armando Maradona foi internado na noite desta sexta-feira, 4, em Buenos Aires, depois de realizar exames de rotina. Segundo informações de diversos jornais argentinos, como o Clarín, o ex-jogador de 58 anos teve diagnosticado um sangramento estomacal e teve de permanecer em observação na clínica de Olivos, na capital argentina.

A publicação informa que Maradona está fora de perigo e que a anomalia não é considerada grave. Por exigência da federação mexicana, Maradona realizou uma endoscopia que indicou um “pequeno sangramento”. “Não é nada de outro mundo”, informou um assessor do ex-jogador de Boca Juniors, Napoli e seleção argentina, entre outros.

O ídolo do futebol argentino havia confirmado, horas antes, a renovação de seu contrato com o Dorados de Sinaloa, clube da segunda divisão mexicana do qual é treinador desde o ano passado. Segundo seu representante, Maradona acertou vínculo até o fim de 2019, mas de qualquer forma perderia o primeiro jogo da nova temporada para realizar os exames médicos em seu país.

A expectativa, ainda segundo o Clarín, é que Maradona receba alta médica no fim de semana e retorne a sua casa para descansar. Neste sábado, ele é esperado para o batizado de seu neto, Diego Matías, o herdeiro de Diego Júnior – o filho italiano que teve de uma relação extraconjugal com Cristiana Sinagra, e que demorou décadas para reconhecer legalmente.

Desde que se aposentou, em 1997, Maradona foi internado diversas vezes. A mais grave ocorreu em 2004, quando foi hospitalizado com um quadro de hipertensão e insuficiência respiratória e permaneceu 11 dias em observação. No ano passado, ele passou mal durante a Copa do Mundo da Rússia, após vitória dramática da Argentina.