Mandato de Filippelli como presidente do MDB-DF é prorrogado

O mandato de Tadeu Filippelli à frente do MDB no Distrito Federal foi prorrogado ao menos até maio. A decisão é da Executiva nacional do partido, comandada pelo senador Romero Jucá, e afeta a todos os diretórios regionais emedebistas, segundo informou a assessoria da sigla.

O ex-vice-governador estaria no comando local do partido até 31 de janeiro de 2019, conforme registro no Tribunal Superior Eleitoral (TSE). Ele está na presidência distrital da sigla oficialmente desde 2015.

O emedebista se candidatou a deputado federal nas eleições de 2018. Com menos de 30 mil votos, contudo, não conseguiu êxito. A derrota de Filippelli, entretanto, foi seguida da vitória de Ibaneis Rocha como governador do DF. O advogado é filiado ao MDB-DF.

“O MDB acabou saindo bem representado e conseguiu a vitória. Logicamente governar o DF sempre foi um desafio”, disse Filippelli ao Metrópoles

Enquanto segue no comando do MDB local, o ex-vice-governador aguarda os desdobramentos da Operação Panatenaico. Ele é réu no processo que investiga suposto esquema criminoso que teria desviado dinheiro das obras de reconstrução do Estádio Mané Garrincha.