Investigações de homicídios seguem prejudicadas por falta de policiais em Picos

imagem09-10-2019-03-10-10

A falta de efetivo policial na 3ª Delegacia de Polícia Civil, em Picos, tem sido uma problemática constante que afeta o andamento das investigações de crimes. Na última semana, duas pessoas foram mortas na cidade e até o momento as investigações seguem prejudicadas pela falta de policiais.

O delegado, Agenor Ferreira Lima, responsável pelo departamento que investiga homicídios explicou que atualmente o setor conta apenas com um investigador.

“Somos o segundo maior entroncamento do Nordeste e estamos como uma grande deficiência de policiais. Atualmente contamos com apenas um investigador para investigar vários crimes. Não há como ter um andamento rápido nas investigações dessa maneira, temos agido dentro das nossas possibilidades”, afirmou o delegado.

Em 2019, seis pessoas foram assassinadas na cidade de Picos.  Entre as vítimas recentes estão um jovem de 18 anos assassinado a tiros no Morada Nova e um prestador de serviços da Delegacia Regional morto próximo ao cemitério São Pedro de Alcãntara.

 

Fonte: Folha atual

Fonte: www.piauiemfoco.com.br/policia/investigacoes-de-homicidios-seguem-prejudicadas-por-falta-de-policiais-em-picos