Indústria envia carta a Paulo Guedes contra cumulatividade de impostos

Em carta a Paulo Guedes, a CNI alerta para os efeitos negativos da redução da alíquota do Reintegra. O regime compensa a cumulatividade de impostos pagos no processo produtivo e teve a alíquota reduzida de 3% para 0,1% em maio de 2018.

Sem o Reintegra, as empresas brasileiras exportam tributos na contramão do que fazem as principais economias do mundo. Isso ocorre pois, ao longo da cadeia produtiva, as empresas brasileiras pagam impostos em cascata, o que gera cumulatividade e cria distorções.

Pesquisa da CNI com exportadores constatou que 83% das empresas brasileiras consideram o Reintegra relevante ou muito relevante.

Fonte: veja.abril.com.br/blog/radar/industria-envia-carta-a-paulo-guedes-contra-cumulatividade-de-impostos