Helicóptero atinge prédio em Nova York e deixa 1 morto

1/9 Equipes de resgate são vistas na região de Manhattan, após helicóptero colidir com prédio – 10/06/2019 (Brendan McDermid/Reuters)

  • 2/9 Fumaça é vista no alto de prédio após colisão de helicóptero na 7.ª Avenida, em Nova York – 10/06/2019 (Lance Koonce/Reuters)

  • 3/9 Bombeiros são vistos na Sétima Avenida, na região de Manhattan, em Nova York, após helicóptero colidir com prédio – 10/06/2019 (Brendan McDermid/Reuters)

  • 4/9 Policial orienta pedestres em área próxima da colisão de helicóptero com prédio na região de Manhattan, em Nova York – 10/06/2019 (Johannes Eisele/AFP)

  • 5/9 Fumaça é vista no alto de prédio após colisão de helicóptero na 7.ª Avenida, em Nova York – 10/06/2019 (Mark Lennihan/AP)

  • 6/9 Bombeiros inspecionam área onde helicóptero colidiu com prédio na Sétima Avenida, em Nova York – 10/06/2019 (Mark Lennihan/AP)

  • 7/9 Bombeiros são vistos com maca na região onde helicóptero colidiu com prédio na Sétima Avenida, em Nova York – 10/06/2019 (Alcir N. da Silva/VEJA)

  • 8/9 Bombeiros de Nova York isolam área onde helicóptero bateu em prédio, na região de Manhattan – 10/06/2019 (Brendan McDermid/Reuters)

  • 9/9 Viaturas policiais e bombeiros são vistos na região de Manhattan após queda de helicóptero – 10/06/2019 (Fox News/Reprodução)

  • Um helicóptero caiu em um prédio em Nova York, nos Estados Unidos, nesta segunda-feira, 10. A aeronave atingiu o topo de um edifício localizado entre a rua 51 e a Sétima Avenida, no centro geográfico de Manhattan.

    Segundo o Corpo de Bombeiros da cidade, o acidente deixou 1 pessoa morta. A Administração da Aviação Federal americana afirmou que apenas o piloto estava a bordo do helicóptero.

    Pelo Twitter, a polícia local pediu que os moradores evitem a região. Segundo o governador do estado de Nova York, Andrew Cuomo, a queda da aeronave provocou um incêndio, que já foi controlado. Cuomo descreveu a situação como um “pouso forçado”.

    O prédio atingido pertence à seguradora AXA. O edifício tem 54 andares e fica a cinco quadras da Trump Tower, o arranha-céu onde o presidente dos Estados Unidos e seus familiares têm suas residências, e a quatro quarteirões da sala de espetáculos Carnegie Hall.

    É proibido aterrizar helicópteros em prédios de Manhattan. Somente a polícia tem autorização para pousar nos arranha-céus da cidade, indicando que a aeronave que caiu nesta segunda provavelmente passava por uma situação de emergência. A cidade de Nova York registra fortes chuvas e ventos na tarde desta segunda.

    A polícia está esvaziando o prédio. Pelo menos 100 policiais, bombeiros e membros de equipes de resgate foram deslocados para o local do acidente. Pessoas que trabalhavam no local no momento da queda relataram à imprensa americana que sentiram o edifício tremer.

    “Ouvimos uma explosão – parecia que uma tampa de bueiro tinha explodido”, afirmou Andrew Heath, de 37 anos, ao New York Times. “Eu ouvi e senti. Foi como um baque”, completou Heath, que trabalhava no quinto andar do edifício.

    Fonte: veja.abril.com.br/mundo/helicoptero-cai-em-topo-de-predio-de-nova-york