Treze pessoas morrem após polícia interceptar festa clandestina no Peru

Na noite de sábado (22), pelo menos 13 morreram asfixiadas ou pisoteadas em um clube noturno, em Lima, Peru.

A tragédia aconteceu depois que efetivos policiais entraram na casa noturna Thomas Restobar, no bairro de Los Olivos, para impedir a realização do evento, já que um decreto de toque de recolher foi imposto pelo governo para impedir propagação da pandemia no país.

:: Mapuches enfrentam invasão de territórios na Argentina e no Chile durante pandemia ::

Segundo nota do Ministério do Interior, seis pessoas ficaram feridas, sendo três delas oficiais que tentaram ajudar e ficaram presos na multidão de pessoas. Dentre as 120 pessoas que estavam presentes no local, 23 foram detidas e encaminhadas para delegacia.

A polícia também negou à mídia peruana que as tropas tenham feito uso de gás lacrimogêneo ou armas, afirmando que a intervenção foi realizada a pedido dos moradores da área. No entanto, várias testemunhas denunciaram que a polícia utilizou bombas de gás lacrimogêneo dentro das instalações.

imagem24-08-2020-05-08-00
imagem24-08-2020-05-08-00
Nota oficial do Ministério do Interior peruano / Reprodução

O Peru registrou, até agora, um um total de 585.236 casos de coronavírus. 27.453 foram vitimados pela doença. Os dados são da Organização Mundial da Saúde.

 

Edição: Leandro Melito

Fonte: www.brasildefato.com.br/2020/08/23/treze-pessoas-morrem-apos-policia-interceptar-festa-clandestina-no-peru

Coronavírus em Tempo Real