Martine Grael e Kahena Kunze vencem na vela e são bicampeãs olímpicas – Hora do Povo

Na madrugada desta terça-feira (3), Martine Grael e Kahena Kunze conquistaram, nesta terça-feira, a medalha de ouro na classe 49erFX de vela, e assim se sagraram bicampeãs olímpicas. Na última regata disputada, elas ficaram em terceiro lugar, mas à frente das rivais diretas pelo título, as holandesas Annemiek Bekkering e Anette Duetz, e as alemãs Tina Lutz e Susann Beucke.

Com resultado, as duas se tornam as primeiras pessoas, entre homens e mulheres, do Brasil a levar dois ouros olímpicos seguidos na vela. Torben/Marcelo Ferreira (star) e Robert Scheidt (Laser) levaram ouro em 1996 e 2004, não conseguindo um bicampeonato seguido.

É OUROOOOOOOOOOO🥇⛵MARTINE GRAEL E KAHENA KUNZE vencem a regata da medalha da 49erFX e são BICAMPEÃS OLÍMPICAS!HISTÓRICO! HEROÍNAS!#TimeBrasil #Sailing #JogosOlimpicos #Tokyo2020 📸 Júlio César Guimarães/COB pic.twitter.com/oI7HJxpHwP

— Time Brasil (@timebrasil) August 3, 2021

O ouro foi conquistado com um total de 76 pontos perdidos. A medalha de prata ficou com as alemãs Tina Lutz e Sussan Beucke, com 83, e o bronze foi para as holandesas Annemiek Bekkering e Anette Duetz, com 88.

Martine Grael e Kahena Kunze foram consistentes durante toda a competição. Nas 12 regatas, conseguiram duas vitórias e sempre estiveram entre as primeiras colocadas. Chegaram na última regata dependendo só de si para sair com a medalha de ouro, embora estivessem empatadas em pontos (atrás no critério de desempate) com a Holanda.

O resultado representa o oitavo ouro da vela na história das Olimpíadas para o Brasil, mantendo a modalidade como a mais dourada do país. Além dos oito ouros, são três pratas e oito bronzes, com 19 no total.

Fonte: horadopovo.com.br/martine-grael-e-kahena-kumze-vencem-na-vela-e-sao-bicampeas-olimpicas