Marcola conta o maior medo da sua família; líder do PCC conversou com o filho sobre o assunto

Foto: Reprodução/Record

Marcos Willians Herbas Camacho, mais conhecido como Marcola, principal líder do PCC (Primeiro Comando da Capital), foi gravado conversando com o seu filho caçula, na Penitenciária Federal de Porto Velho. O bate-papo foi exibido no programa Domingo Espetacular, da Record.

O traficante aconselhou o filho em diversos assuntos , mas demonstrou preocupação com o comportamento rebelde do garoto. Ele deixou claro que o maior medo da sua família é que o menino entre para o mundo do crime.

“Você vai ficar dando tiro de airsoft aí? Isso é coisa de bandido, entendeu? Você sabe, eu sei que você sabe, que o meu maior trauma, e da sua mãe, é que você siga os meus passos. Você fazendo isso com o airsoft, com piloto de carro e tudo, é coisa de bandido. Inadmissível, tá errado”, falou Marcola.

“A gente já tem muito problema. Você vai querer ser mais um problema do que ser um ponto de alegria?”, indagou, demonstrando frustração. Na sequência, ele deixa claro que não é favorável que o filho fume cigarro e use drogas.

“Fumar? Isso é coisa de Zé Mané. E a outra porcaria vai te levar para outro mundo e é o que você não pode”, comentou.

Marcola foi alvo da PF

O líder do PCC entrou na mira da Polícia Federal, na semana passada. A PF realizou a Operação Anjos da Guarda na casa da família do Marcola, em Alphaville (SP), para desarticular um plano de resgate de criminosos em presídios em Porto Velho e Brasília.

Os policiais cumpriram 11 mandados de prisão preventiva e 13 mandados de busca e apreensão. A organização criminosa queria resgatar Marcos, Cláudio Barbára da Silva e Valdeci Alves do Santos, conhecido como Colorido.

Autoridades entraram na mira dos bandidos para serem sequestrados e usados na negociação para libertação dos três líderes. As advogadas Juliana de Araújo Alonso Mirandola e Simone Alonso, esposa de Barbará, foram presas pela polícia no interior de São Paulo.

Fonte: ig.com.br