Caminhoneiros e FUP exigem o fim do PPI: “Bolsonaro é o responsável por essa política” – Hora do Povo

Walace Landim (Chorão), presidente da Associação Brasileira de Condutores de Veículos Automotores (ABRAVA), e o coordenador-geral da FUP (Federação Única dos Petroleiros), Deyvid Bacelar. Foto: Reprodução

O líder dos caminhoneiros Walace Landim (Chorão), presidente da Associação Brasileira de Condutores de Veículos Automotores (ABRAVA), e o coordenador-geral da FUP (Federação Única dos Petroleiros), Deyvid Bacelar, divulgaram vídeo cobrando urgência pelo fim da política de Preço de Paridade Internacional (PPI), praticada pela Petrobrás, e que tem levado à alta abusiva nos preços dos combustíveis.

“Chegou a hora de a gente se unir e lutar contra o PPI e também contra a privatização da Petrobrás, que eu não conheço nenhum país do mundo que privatize sua estatal de energia”, afirmou Chorão. Para Bacelar, caso a empresa seja privatizada, essa política que atrela o preço dos combustíveis no país ao dólar, poderá se perpetuar, afetando toda a cadeia econômica do Brasil.

Em outro vídeo, Chorão afirma que “o Brasil vai parar naturalmente por não ter mais condições de rodar. Estou aqui em São Paulo, 300 litros de diesel, R$ 2.610 reais. R$ 8,70 o litro do diesel”.

“Sociedade, caminhoneiros, motoristas de aplicativo, de transporte escolar, vamos acordar e nos unirmos para ir para cima da Petrobrás, mas quando digo Petrobrás é para irmos para cima do governo federal, porque quem nomeia o presidente da estatal é o senhor Jair Messias Bolsonaro, que assumiu um compromisso conosco em 2018, de mudar essa Política de Paridade Internacional (PPI)”.

Sobre a tentativa do governo de abrir uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) para investigar a Petrobrás, a FUP afirmou, em nota, que essa é “mais uma pauta bomba de Bolsonaro/Lira, direcionada à empresa”, com objetivo de criar “narrativa mentirosa” de que a Petrobrás é o problema.

O deputado Nereu Crispim, referindo-se aos ataques do presidente da Câmara, Arthur Lira (PP-AL), à Petrobrás, afirmou que “toda essa bagunça com propósito eleitoreiro é subordinada ao presidente da República mentiroso que não cumpriu as promessas de campanha para os caminhoneiros, que ele apoia”.

“O presidente tem é que cumprir com sua promessa de campanha, feita aos caminhoneiros e à população brasileira, de tratar do que ele falava antes das eleições: do famigerado PPI, que é o que vem causando todos esses problemas. Sabemos que a redução de alíquotas de ICMS não vai resolver a questão do aumento dos combustíveis”, disse o deputado.

Fonte: horadopovo.com.br/caminhoneiros-e-fup-exigem-o-fim-do-ppi-bolsonaro-e-o-responsavel-por-essa-politica