6ª Mostra de Cinema Chinês de São Paulo, online e gratuita, acontece de 1 a 20 de novembro – Hora do Povo

Cartaz do filme “Yuan Longping”, que estará na 6ª Mostra de Cinema Chinês de São Paulo (foto Beijing International Film Festival)

(Publicado originalmente na Revista Intertelas)

A Mostra de Cinema Chinês de São Paulo, organizada pelo Instituto Confúcio na Unesp, está de volta, depois de um hiato de quase dois anos devido à pandemia. A 6ª edição do evento acontece de 1 a 20 de novembro, de forma online e gratuita, e traz na programação 10 filmes, a maioria inédita no Brasil. Cada filme permanecerá disponível por 7 dias. Alguns diretores também gravarão um vídeo falando um pouco de sua obra especialmente para essa Mostra. Todo o conteúdo da 6ª Mostra de Cinema Chinês de São Paulo poderá ser visto de qualquer parte do Brasil na plataforma Cultura em Casa (clique aqui).

O evento abre com o filme “Tudo ou Nada” do premiado diretor Zhou Hao, que será exibido pela primeira vez fora da China. Indicado ao Golden Goblet de melhor documentário no Festival Internacional de Cinema de Xangai e no FIRST International Film Festival, os dois na edição 2021. O filme explora a vida de duas pessoas de meia-idade que sofrem de transtorno de estresse pós-traumático (TEPT) e registra a busca destas por redenção.

O diretor Zhou Hao, que pelo filme “The Chinese Mayorganhou o Prêmio Especial do Júri por acesso inigualável no 31º Festival de Cinema de Sundance, juntamente com a estudiosa de cinema chinês da Universidade de São Paulo (USP), Cecília de Melo, participarão de uma master class ao vivo, com sessão de bate papo.

A programação traz também trabalhos mais recentes de diretores consagrados, como o belíssimo drama tibetano “Balão”, de Pema Tseden, que recebeu mais de 22 prêmios internacionais, entre eles, um especial em Veneza; “Aves Suburbanas” de Qiu Sheng, indicado a melhor filme de estreia e Leopardo de Ouro da seção Cineastas do Presente no Festival Internacional de Cinema de Locarno.

E ainda: “Quero uma vida com você, filme de estreia de Sha Mo, que arrecadou mais de US$ 50 milhões em bilheteria na China, “Um Porto Segurode Li Xiaofeng, indicado ao melhor filme no Festival Internacional de Macau e no Festival Internacional de Cinema de Xangai, “Quatro Primaverasde Lu Qingyi, indicado a melhor documentário no Golden Horse Film Festival, entre outros.

Com a curadoria de Wang Yao, pesquisador-assistente do Instituto de Cultura Cinematográfica da China da Academia de Cinema de Pequim, os filmes abordam questões sociais ligadas ao zeitgeist atual, com o objetivo de alimentar o intercâmbio cultural entre os dois países e construir uma cultura de positividade.

A 6ª Mostra de Cinema Chinês é promovida em parceria com a Secretaria de Cultura e Economia Criativa do Governo do Estado de São Paulo, por meio da Amigos da Arte e será exibida na plataforma “Cultura em Casa”. Ela tem também o apoio do Centro Cultural São Paulo.

Tudo ou nada (2021) de ZHOU Hao (Documentário, 97 minutos) – O filme explora a vida de duas pessoas de meia-idade que sofrem de transtorno de estresse pós-traumático (TEPT) e registra sua busca por redenção. Com apenas três anos, Tong Meimei perde o pai, que comete suicídio. Mais tarde, ela sofre a perda de seu marido em um acidente de carro. Aos 12 anos, Yao Sunteck é molestado por um estranho enquanto se esconde da chuva e desde então se isola. Para ambos, a vida não passa de uma sequência infinita de sofrimento.

Prêmios: Indicado ao Golden Goblet de Melhor Documentário no Festival Internacional de Cinema de Xangai, 2021, Indicado a Melhor Documentário no FIRST International Film Festival, 2021.

O balão (2019) de Pema Tseden (Drama, 102 minutos) – Por causa de um preservativo, a família de Darje vai enfrentar uma série de decisões difíceis e constrangedoras. Durante os anos 1990, no planalto tibetano, Darje e Drolkar vivem uma vida serena com os três filhos e o avô, mas uma gravidez inesperada acaba com a harmonia e a tranquilidade da família. No ciclo de vida e morte, o que é mais importante: a alma ou a realidade?

Prêmios: Melhor Roteiro no Allywood Film Critics Association Awards, (2021), Melhor Longa-Metragem, Melhor Atriz no Festival Internacional de Cinema de Hainan, Melhor Roteiro, Melhor Longa-Metragem no Festival Internacional de Cinema de Chicago, Melhor Filme no CinemAsia Film Festival, Melhor Diretor de Longa Metragem no Huading Award, entre outros.

A arca do Sr. Chow (2015) de XIAO Yang (Drama / Comédia, 106 minutos) – Um grupo de adolescentes promissores é selecionado para um programa especial para jovens gênios. Ali, terão de lidar com sua falta de habilidade social perante os colegas “normais”.

Prêmios: Melhor Ator no International Chinese Film Festival, 2015.

Aves suburbanas (2019) de QIU Sheng (Drama, 118 minutos) – Uma equipe de engenheiros é enviada para investigar a subsidência do solo na periferia da cidade. Depois de dias examinando a área já esvaziada, o engenheiro Hao entra em uma escola primária e encontra um diário que narra a história de um garoto e a separação de um grupo de amigos. Enquanto investiga, ele descobre uma estranha conexão com esse diário.

Prêmios: Melhor Longa Narrativo no FIRST International Film Festival, Prêmio NETPAC no International Film Festival & Award Macau, Prêmio Especial do Júri no Festival Internacional de Cinema de São Francisco, 2019, Indicado a Melhor Filme de Estreia e Leopardo de Ouro da seção Cineastas do Presente no Festival Internacional de Cinema de Locarno, Indicado a Melhor Filme, Competição Novos Diretores na Mostra Internacional de Cinema de São Paulo, 2018.

Quatro primaveras (2017) de LU Qingyi (Documentário, 105 minutos) – Um documentário sobre o cotidiano de uma família na remota Dushan, cidade da província de Guizhou, no sudoeste da China. De forma subjetiva, as imagens registram a labuta diária, cantos, caminhadas na natureza, visitas de amigos e parentes, funerais, reuniões com colegas de escola e despedidas. Assim, o filme revela o estado de espírito dos dois personagens principais, os pais do próprio diretor, e suas atitudes perante uma perda irrecuperável.

Prêmios: Melhor Documentário no FIRST International Film Festival, Prêmio do Júri para Melhor Documentário no Beijing Student Film Festival, Film of Merit no Shanghai Film Critics Awards.

O enigma da chegada (2019) de SONG Wen (Drama, 112 minutos) – Nos anos 1990, quatro amigos se apaixonam por uma mesma menina: Dongdong. Depois de roubarem o combustível de um barco, eles sofrem retaliações e, como resultado, Dongdong desaparece misteriosamente. Anos mais tarde, os quatro se reencontram e são forçados a confrontar o passado e a verdade sobre o desaparecimento da garota.

Turbilhão (2019) de GAN Jianyu (Drama , 103 minutos) – Desesperado por dinheiro depois de perder no jogo mais uma vez, Liu aceita participar de um esquema que revende um carro não registrado. O golpe, aparentemente simples, se complica quando ele encontra uma menina no porta-malas do veículo.

Prêmios: Indicado a Melhor Filme no Festival Internacional de Cinema de Xangai, Indicado ao Melhor Ator Coadjuvante no Festival Internacional de Cinema de Macau, Indicado ao Prêmio do Júri para Melhor Filme no Beijing Student Film Festival, 2020.

Quero uma vida com você (2021) de SHA Mo (Romance, 105 minutos) – Qinyang é um trabalhador esforçado que está tentando juntar dinheiro para se casar com Yiyao, mas a realidade mantém o casal na pobreza e longe do sonho de um casamento feliz. Esgotado, ele desiste da relação para que ela possa encontrar alguém que lhe dê uma vida melhor. No entanto, depois de um telefonema da amada, ele precisa correr para tê-la de volta antes que seja tarde demais.

Um porto seguro (2020) de LI Xiaofeng (Drama / Crime / Romance, 118 minutos) – Condenado por um homicídio culposo há 15 anos, um fugitivo retorna para casa, onde é assombrado por seu passado. Ele acaba metido em um esquema que envolve a filha de sua vítima e descobre o que aconteceu de fato naquele dia da sua adolescência.

Prêmios: Indicado ao Melhor Filme no International Film Festival & Awards Macau, Indicado ao Melhor Filme no Festival Internacional de Cinema de Xangai e Indicado ao Prêmio da Audiência na competição oficial no Glasgow Film Festival.

Yuan Longping (2009) de SHI Fenghe (Drama, 92 minutos) – Yuan Longping é o nome de um dos maiores cientistas agrícolas do nosso tempo, um herói que será para sempre lembrado na China e em todo o mundo. Dedicou toda a vida à pesquisa do arroz híbrido e contribuiu de forma significativa para as ações globais de preservação da segurança alimentar e redução da pobreza. Seu falecimento em 22 de maio de 2021 foi uma grande perda para a ciência agrícola da China. O filme conta a turbulenta jornada do “pai do arroz híbrido” ao persistir nas suas pesquisas desde o final dos anos 1950.

Prêmios: Ator Extraordinário e Filme Extraordinário do Prêmio Huabiao para Cinema.

Fonte: horadopovo.com.br/6a-mostra-de-cinema-chines-de-sao-paulo-online-e-gratuita-acontece-de-1-a-20-de-novembro