Games e Tecnologia

Twitter começa a eliminar selo verificado grátis para perfis notáveis

Selo azul ficará restrito a assinantes do plano pago da rede social, que custa R$ 42 por mês. Políticos, empresas e organizações governamentais ou multilaterais têm outros distintivos. Pessoas mundialmente conhecidas podem perder selo de verificado
Reprodução

Em mais uma medida polêmica de Elon Musk, o Twitter começa neste sábado (1º) a eliminar o selo azul e gratuito de verificação, que antes era distribuído a pessoas notáveis na música, esporte, imprensa e em outras categorias.
A partir de agora, só terão o selo azul as pessoas que comprarem o Twitter Blue, plano pago da rede social que custa R$ 42 ao mês.
A medida é um símbolo do comando de Musk, que já chamou o sistema de verificação antigo de “uma m****” e ressalta a necessidade da empresa gerar novas fontes de renda.
Ainda é difícil imaginar o impacto da medida. Podem perder a marca de autenticidade contas de celebridades mundiais, como Neymar, que tem 61, 9 milhões de seguidores.
“Esta é uma conta verificada pré-existente. Pode ou não ser de uma pessoa com notoriedade”, informava o Twitter ao clique no verificado do jogador, nesta sexta-feira (31).
Outro atleta mundialmente conhecido, LeBron James ironizou a iminente retirada de seu selo. “Bem, acho que meu selo azul vai embora em breve porque se você me conhece eu não vou pagar”, escreveu o astro em sua conta.
Até mesmo contas como de celebridades como Neymar têm alerta da rede social por terem sido verificados com sistema antigo
Reprodução/Twitter
LEIA TAMBÉM:
Musk estima que Twitter vale US$ 20 bilhões, menos da metade do valor de compra
Musk volta atrás e reativa selo ‘Oficial’ no Twitter para combater ‘falsificação de identidade’
Twitter passará a cobrar por autenticação em duas etapas por SMS; usuários criticam
Marca de Musk
Um dos primeiros anúncios de Musk como presidente-executivo do Twitter foi o de que o selo de verificado passaria a ser concedido a todos que pagassem o Twitter Blue.
“O atual sistema de senhores e camponeses do Twitter para quem tem ou não uma marca de verificação azul é uma m****”, escreveu Musk, em sua conta na rede social.
“Poder ao povo! [Twitter] Blue por US$ 8 por mês”, completou.
O plano não deu muito certo no começo e teve de ser relançado, depois do surgimento de milhares de perfis falsos de celebridades e de empresas com o selo de verificado.
Atualmente, além das contas que pagam o Twitter Blue, também continuarão verificadas, com selo cinza, os perfis de membros de governo e de organizações governamentais ou multilaterais. Já as empresas recebem o selo da cor ouro.
Vídeo: 5 pontos sobre a compra do Twitter
5 pontos sobre a crise do Twitter

Fonte: https://g1.globo.com/tecnologia/noticia/2023/04/01/twitter-comeca-a-eliminar-selo-verificado-gratis-para-perfis-notaveis.ghtml