Elon Musk lança enquete sobre possibilidade de 'anistia geral' para contas suspensas do Twitter

A votação permanecerá aberta até as 14h46 desta terça-feira (24), no horário de Brasília. O mecanismo utilizado pelo bilionário já foi usado para validar a reativação da conta do ex-presidente dos Estados unidos, Donald Trump. Musk pergunta se o Twitter deve oferecer anistia geral para contas suspensas.
Reprodução
O bilionário Elon Musk lançou uma enquete perguntando se o Twitter deve oferecer uma anistia geral para contas suspensas, desde que não tenham infringido a lei ou lançado spams ruins de maneira flagrante.
A votação permanecerá aberta até as 14h46 desta terça-feira (24), no horário de Brasília.
LEIA MAIS:
ENTENDA: as duas primeiras semanas turbulentas do Twitter na ‘era Musk’
ANÁLISE: como a gestão de Musk no Twitter está sendo vista por especialistas
O mecanismo utilizado por Musk assemelha-se bastante ao usado para validar a reativação da conta do ex-presidente dos Estados unidos, Donald Trump, cujo perfil retornou ao Twitter no último sábado (19).
“O povo falou. Trump vai ser reintegrado”, postou Musk ao anunciar o resultado da enquete, na qual 51,8% dos usuários responderam que concordariam com o retorno de Trump. “Voz do povo, voz de Deus”, complementou.
Pode, mas não quer
Elon Musk reativa conta de Trump no Twitter após enquete com usuários
Reprodução/Twitter @realDonaldTrump
O ex-presidente, no entanto, disse não ter interesse em voltar a publicar na rede social.
“Não vejo nenhuma razão para isso”, disse Trump durante uma entrevista por vídeo em uma reunião da Coalizão Judaica Republicana, após ser questionado se planejava retornar ao Twitter.
Ele afirmou que continuaria com sua nova plataforma Truth Social, o aplicativo desenvolvido por sua startup Trump Media & Technology Group.
Na entrevista, Trump disse que a Truth Social tem melhor engajamento do usuário do que o Twitter e estava indo “fenomenalmente bem”.
Banido
Donald Trump e Elon Musk
Reprodução
Trump foi banido do Twitter em janeiro de 2021 após incitar seus apoiadores a invadir o Capitólio, sede do Congresso americano. O ataque terminou com 5 mortos.
Naquele momento, o Twitter não pertencia a Elon Musk e tinha outra administração.
Além do Twitter, o Facebook e o YouTube também baniram Trump, que então decidiu abrir a sua própria rede, chamada Truth Social.
5 pontos sobre a crise do Twitter
Initial plugin text

Fonte: https://g1.globo.com/tecnologia/noticia/2022/11/24/elon-musk-lanca-enquete-sobre-possibilidade-de-anistia-geral-para-contas-suspensas-do-twitter.ghtml