Frota pede respeito a Guedes na Câmara, e deputado indica suco de maracujá

A participação do ministro da Economia, Paulo Guedes, na comissão especial da reforma da Previdência na Câmara dos Deputados, marcada para esta quarta-feira, 8, já começou a gerar polêmica ainda na véspera. Na reunião do colegiado desta terça-feira, o deputado Alexandre Frota (PSL-SP) pediu para que os parlamentares “não xinguem o ministro”, enquanto que o deputado Bira do Pindaré (PSB-MA) aconselhou o ministro a tomar “suco de maracujá” antes da audiência pública. No início de abril, a participação de Guedes na Comissão de Constituição e Justiça foi marcada pelo embate do ministro com deputados da oposição. Zeca Dirceu (PT-PR), filho do ex-ministro José Dirceu (PT), disse que o ministro era “tigrão” quando a reforma tratava de aposentados, idosos, agricultores e professores, mas “tchutchuca” quando tratava dos mais privilegiados do país, banqueiros e rentistas. O ministro se revoltou com a declaração. “Tchutchuca é a mãe, é a avó”, afirmou Guedes ao deputado. Em meio à discussão, a reunião foi encerrada.  Ao final da reunião desta terça-feira, 7, da comissão especial, Frota usou a palavra. “Sei que a esquerda está empolgada, mas eu gostaria que amanhã fosse um dia que houvesse equilíbrio. Espero que ele realmente, desta vez, consiga falar. Disseram que ele não se comportou bem, mas quem foi xingado foi o ministro Paulo Guedes. Que não xinguem amanhã o ministro”, afirmou.  Logo depois, o deputado Bira do Pindaré disse que Guedes também precisa respeitar os parlamentares. “Na CCJ ele não respeitou a opinião das pessoas. Disse que, quem não concorda com a reforma, precisa de camisa de força. Acho que ele precisa tomar um suco de maracujá, chegar aqui calminho e apresentar os números para nós.” As previsões sobre o comportamento de Guedes na comissão especial desta quarta-feira destoaram do clima paz e amor da comissão, que apresentou um plano de trabalho com data de dez audiências públicas.

Fonte: veja.abril.com.br/blog/maquiavel/frota-pede-respeito-a-guedes-na-camara-e-deputado-indica-suco-de-maracuja