Francisco Dornelles assume governo do RJ imediatamente

O vice-governador do Rio de Janeiro, Francisco Dornelles (PP), 83 anos, assumirá imediatamente o comando do estado diante da prisão preventiva do governador Luiz Fernando Pezão (MDB) na manhã desta quinta-feira em um desdobramento da operação Lava Jato.

Essa não será a primeira vez que ele assumirá o governo do Rio de Janeiro. Em março de 2016 assumiu o cargo em decorrência dos problemas de saúde de Pezão, que tratava de um câncer. Ficou interinamente no governo por sete meses, incluindo o período em que os Jogos Olímpicos aconteceram na cidade. Naquele período, Dornelles decretou estado de calamidade financeira no Estado.

Em julho de 2017, Dornelles voltou a assumir o governo por uma semana, após Pezão tirar uma licença médica. Em entrevista à VEJA em agosto daquele ano, ele criticou a política de segurança do Rio de Janeiro, pelo modelo das UPPs.

Natural de Belo Horizonte, Dornelles é um político experiente com vários mandatos como parlamentar no Congresso Nacional. Foi ministro dos governos José Sarney e Fernando Henrique Cardoso. É sobrinho do ex-presidente Tancredo Neves e primo em segundo grau do senador Aécio Neves (PSDB-MG).

Dornelles foi Ministro da Fazenda durante cinco meses durante o governo José Sarney, em 1985. De 1996 a 1998 foi Ministro do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior do Brasil no governo de Fernando Henrique Cardoso e de 1999 a 2002, foi Ministro do Trabalho também no governo FHC.

Foi deputado federal pelo Rio de Janeiro de 1987 a 2007, quando foi eleito senador. Ficou no cargo até 2014, quando foi eleito vice-governador do Rio na chapa de Pezão.

(com Agência Brasil)