Felipe Neto relata ameaças: ‘Já tirei minha mãe do Brasil’

O youtuber Felipe Neto afirmou que vem sofrendo ameaças e chegou a tirar sua mãe do país por motivos de segurança. “Infelizmente a notícia é real. As ameaças se intensificaram e estamos montando um documento para dar entrada na polícia. Já tirei minha mãe do Brasil e estou vivendo com o mínimo possível de exposição”, disse Neto no Twitter nesta segunda-feira, 16.

Em comunicado oficial, a assessoria do youtuber afirma que cancelou sua participação na palestra Educação e a Criatividade, que ocorreria na terça-feira, 17, no evento Educação 360, no Rio de Janeiro, “devido à ameaças que atentam contra a sua vida e de sua família”. “É estarrecedor que, no Brasil, em 2019, um indivíduo seja impossibilitado de se manifestar e lutar contra qualquer tipo de censura e opressão sem ser ameaçado”, diz o texto.

Crítico do governo de Jair Bolsonaro, Felipe Neto acirrou suas críticas políticas durante a Bienal do Livro no Rio de Janeiro, após o prefeito Marcelo Crivella (PRB) tentar censurar um quadrinho de super-heróis com um beijo gay. Na ocasião, o youtuber promoveu uma ação, em que comprou e distribuiu gratuitamente 14.000 exemplares de livros com a temática LGBT.

“Quero dizer que continuarei lutando, enfrentando o obscurantismo e a opressão, por todos os meios que me cabem, pela defesa do amor e da união até o fim, até onde for possível e até onde minhas forças e meu coração aguentaram”, diz ele no comunicado.

No Twitter, o rapaz recebeu um convite de Paulo Coelho, que escreveu uma mensagem em resposta pública ao rapaz: “Não brinca com milicianos. Está fazendo o certo, mas realmente não se exponha. Qualquer coisa pode vir até aqui – Genebra é super vigiada por causa dos muitos corpos diplomáticos. Se precisar, me acione por DM”.

Em seguida, Coelho ainda fez uma publicação em apoio a Neto:

 

 

Fonte: veja.abril.com.br/entretenimento/felipe-neto-relata-ameacas-ja-tirei-minha-mae-do-brasil