Estas são as profissões que explodiram no Brasil na última década

São Paulo – Na última década, as profissões que mais cresceram no mercado de trabalho brasileiro estão nas áreas de saúde, educação infantil, agroindústria e tecnologia da informação.

O dado da Relação Anual de Informações Sociais (Rais), do Ministério do Trabalho, mostra as 20 carreiras que mais tiveram acréscimo de profissionais entre 2007 e 2017.

Com alta de 547%, o número de cuidadores de idosos no Brasil passou de 5.263 para 34.051. A ocupação foi a que mais cresceu no período estudado, principalmente nos estados de São Paulo, Minas Gerais e Rio Grande do Sul. Do total de profissionais, 85% são mulheres com ensino médio completo.

A segundo profissão com maior aumento foi a de professor de nível superior na educação infantil, crescendo 398% e registrando 42.391 trabalhadores em 2017. Homens entre 30 e 49 anos representaram o maior acréscimo no grupo.

Em seguida, os preparadores físicos tiveram aumento de 327%, ocupando a terceira posição no ranking. São 20.952 profissionais, com maior participação masculina, na faixa etária de 25 a 39 anos.

Segundo o ministro do Trabalho, Caio Vieira de Mello, o mercado é dinâmico e exige atualização na qualificação dos profissionais para atender novas demandas, como mostra o aumento de cuidadores de idosos no país.

“O trabalhador qualificado é aquele que será empregado. Dado o desenvolvimento do mundo, todos precisam estar preparados para ter um futuro assegurado”, disse ele.

  • Mulher segurando celular
  • Confira o ranking completo das 20 profissões com a maior expansão da década:

    Ocupação
    2007
    2017
    Aumento
    1. Cuidador de idosos
    5.263
    34.051
    547%
    2. Professor de nível superior na educação infantil (0 a 3 anos)
    8.513
    42.391
    398%
    3. Preparador físico
    6.932
    29.625
    327,40%
    4. Operador de colheitadera
    4.282
    15.110
    252,90%
    5. Analista de informações (pesquisador de informações em rede)
    4.011
    13.002
    224,20%
    6. Instalador-reparador de redes telefônicas e de comunicação de dados
    6.912
    20.925
    203,10%
    7. Técnico de enfermagem
    199.506
    593.115
    197,30%
    8. Operador de telemarketing técnico
    9.426
    27.161
    188,10%
    9 . Técnico de rede (telecomunicações)
    7.049
    19.332
    174,30%
    10. Técnico em saúde bucal
    4.277
    11.486
    168,60%
    11. Fisioterapeuta geral
    20.842
    54.066
    159,40%
    12. Técnico em manutenção de máquinas
    8.277
    20.971
    153,40%
    13. Analista de folha de pagamento
    7.168
    18.067
    152,10%
    14. Técnico de garantia da qualidade
    18.338
    45.558
    148,40%
    15. Gerente de logística (armazenagem e distribuição)
    11.266
    27.821
    146,90%
    16. Controlador de entrada e saída
    24.817
    61.148
    146,40%
    17. Economista do setor público
    4.038
    9.738
    141,20%
    18. Analista de recursos humanos
    32.309
    77.122
    138,70%
    19. Professor de educação física no ensino superior
    4.294
    10.195
    137,40%
    20. Pedagogo
    17.793
    42.039
    136,30%