ESCORREGÕES NO PORTUGUÊS

JOSÉ MARIA VASCONCELOS, [email protected]

                   PORTUGUÊS LUSITANO E BRASILEIRO

Professor e advogado Francisco Cambraia, residente em Fortaleza, enviou interessante relação de vocábulos que, em PORTUGAL, mudam de estrutura em relação ao BRASIL:

À VENDA (Brasil) /      EM VENDA (Portugal); ABACAXI (Br) /ANANÁS (Port); ABAJUR (Br) /LAMPIÃO (Port); ABOBRINHA/CURGETE; ABRIDOR DE GARRAFA /ABRE CÁPSULAS; ABSORVENTE HIGIÊNICO/PENSO HIGIÊNICO; ACADEMIA DE GINÁSTICA/GINÁSIO; ACENDEDOR DE CHURRASQUEIRA/ACENDALHA; CESSAR/ACEDER; CARDÁPIO/GUARNIÇÃO; AÇOUGUE/AÇOUGUEIRO; ADMINISTRADOR/GESTOR; ADOLESCENTE/PUTO; AEROMOÇA/HOSPEDEIRA DE BORDO; ÁGUA GELADA/ÁGUA FRESCA; ÁGUA COM GÁS, SEM GÁS/ GASOSA; ÁGUA LISA; AIDS/SIDA.

Na próxima coluna, acrescentarei mais vocábulos.

                   CONCORDÂNCIA DESASTROSA

Apresentador de programa de enorme audiência na Rádio Clube, ao amanhecer. Patriota Rebelo sapeca, diariamente: “Está chegando os principais destaques dos principais jornais”.

Será que vão chegar tantos destaques?

No final do programa, o patriota ora, fervoroso, o Pai nosso: “… Perdoai as nossas ofensas, assim como nós perdoamos A QUEM VOS TEM OFENDIDO… NÃO VOS DEIXEIS CAIR…”

Uma sugestão ao presidente do Sistema Clube de Rádio e TV, Segisnando Alencar: “Pegue o patriota Rebelo, ponha-o de joelhos e ensine-lhe a sagrada oração”.

Padre Manzoti também derrapa: “PERDOAI-NOS AS NOSSAS OFENSAS…”

Ora, o pronome NOS já equivale a NOSSAS.

Na mesma rádio, o jornalista Marcelo detona: “Noticiário da TV Clube, a notícia que você confia”.

Já eu não confio na regência do verbo CONFIAR, que rege com preposição EM, portanto, a notícia EM que você confia.

                   JOAQUIM, GRANDE REPENTISTA

“AVE MARIA, PROFESSOR, ACABEI DE VER PELA TV ASSEMBLEIA, UMA MOÇA FALANDO DOS ARTISTAS QUE JÁ SE EXPÔRAM…”

JOAQUIM, PARE, POR AQUI, PORQUE ESSE TAL EXPORAM ME DÁ ENGULHOS.