Em Teresina, polícia civil investiga a existência de grupo de milícia e vídeo que circula na internet

Uma investigação que vem sendo desenvolvida pela Polícia Civil do Piauí  revelou que a polícia pode estar diante de grupos de vigilância clandestina que vem atuando em várias regiões capital.

[youtube https://www.youtube.com/watch?v=7uq0XH1GoDg?feature=oembed&w=500&h=281]

O grupo, que seria formado por homens armados, supostos milicianos, impõe lei própria e cobra uma espécie de “taxa” para o serviço de segurança prestado de forma ilegal.

Um dos casos investigado é no Bairro Morada Nova, zona Sul de Teresina. Em um vídeo que o OitoMeia teve acesso, um jovem que diz comandar a região aparece cobrando ações da polícia e que se nada for feito ele mesmo mandará comparsas paras a ruas do bairro fortemente armados.

“Ontem eu expulsei uns “noiados”, (termo usado para viciados em drogas) porque estavam roubando de cidadão e eu não apoio isso. Entendeu galera? Se a polícia não organizar decreto tá é dado. Se não organizar aqui o Morada Nova e o Lourival num tá aqui 50 viaturas por dia eu vou mandar meus ‘neguim’ ir pra rua. Ir pra rua pra ficar cada um nas esquinas do Morada Nova tudo armado, se possível com um fuzil, com pistola ou até com faca“, relatou o jovem no vídeo.

Nas imagens o jovem, que parece ter o incentivo do pai para a gravação das imagens, chega a citar no nome do secretário Fábio Abreu.

“É o seguinte, se algum coronel, algum sargento, algum tenente…o Fábio Abreu quiser falar comigo. Eu falo com ele ó. Eu bato no peito pai, eu sou é homem”, afirmou o suspeito.

A polícia abriu inquérito e está investigando o caso. Os investigadores já disseram ter identificado o jovem que aparece nas imagens e garantiu não tolerar nenhuma milícia em Teresina.

Fonte: OitoMeia

Fonte: www.piauiemfoco.com.br/teresina/em-teresina-policia-civil-investiga-a-existencia-de-grupo-de-milicia-e-video-que-circula-na-internet