Em ‘Planeta Fome’, Elza Soares dialoga com artistas da nova geração

(Deck) O título do álbum faz referência a um episódio da adolescência da cantora. Elza foi se apresentar no programa de calouros do compositor Ary Barroso e ele, ao vê-la toda mal-ajambrada, perguntou de que planeta a menina teria vindo. “Planeta Fome” foi a resposta de Elza. Hoje, a única fome dela é pelo que acontece de diferente no cenário da MPB e do pop nacional. Aos 89 anos, Elza não se cansa de dialogar com artistas da nova geração. Planeta Fome é talvez o resultado mais feliz dessa busca até agora. Ela regrava o samba Comportamento Geral, de Gonzaguinha, com roupagem de reggae de protesto. Entre as boas surpresas estão Não Recomendado, de Caio Prado, e Libertação, de Russo Passapusso, do grupo BaianaSystem (que participa da faixa ao lado de Virginia Rodrigues).

Fonte: veja.abril.com.br/blog/veja-recomenda/em-planeta-fome-elza-soares-dialoga-com-artistas-da-nova-geracao