Em passagem pelo Brasil, Oh My Girl fala sobre sua evolução no K-pop

oh my girl

Em janeiro e fevereiro, o girlgroup Oh My Girl esteve em turnê pelo Brasil passando por várias capitais. Formado por Hyo Jung, Mimi, Yoo A, Seung Hee, Ji Ho, Binnie e Arin, o grupo completará quatro anos na estrada desde o debut com o single Cupid.

Mostrando que energia e carisma continuam sempre bem alinhados à sua evolução musical, as meninas contaram com exclusividade à CAPRICHO, como está sendo viver a experiência.

CH: O Oh My Girl completa quatro anos de carreira. Muita coisa mudou nesse tempo? Preparam algo especial para comemorar? 

Hyo Jung: Nossa, já estamos completando quatro anos! Não estamos preparando nada especial para comemorar o debut, mas quero que seja um dia para recordar a nossa história junto com os Miracles. Acho que a maior mudança desde o debut foi que os Miracles e o Oh My Girl foram adicionados à minha vida, e agora os considero minha família.

Ji Ho: Na verdade não há algo que tenha mudado muito, mas tentamos melhorar cada vez mais. Sempre queremos mostrar o melhor de nós e, mesmo depois de quatro anos, gostaria de passar a impressão de que o Oh My Girl ainda está em constante crescimento.

CH: Na faixa Closer podemos ver o grupo numa vibe misteriosa e lúdica. O mv está cheio de elementos e significados para os fãs decifrarem. Como foi participar desse comeback?

Seung Hee: Lembro muito de quando tivemos o primeiro contato com a música. Quando começamos a gravar, queríamos tentar passar ao máximo esse efeito misterioso e lúdico. Tanto é que gravamos três vezes! Essa música ficou marcada na minha memória como uma faixa em que fomos muito detalhistas para obtermos um resultado muito próximo da excelência.

Binnie: Closer é uma das nossas músicas preferidas e tentamos até aperfeiçoar a coreografia. Conversamos muito em grupo para ter certeza de que o verdadeiro sentido da música chegasse aos ouvintes.

CH: Já em Remember Me temos uma faixa enérgica e mega visual. Como foi o processo de pensar looks, cabelos e maquiagens para esse último single?

MiMi: Queríamos um toque de “força e energia”. Dá para notar em nossos looks que as cores e o design mostram mais um pouco do estilo pessoal de cada uma de nós. Além disso, ao apresentar essa música me sinto muito mais livre e solta.

Yoo A: Comparado ao passado, se antes nós mostramos um lado mais “fofo e feminino”, nessa música tivemos que incorporar um lado “garota em um ritmo feroz”, e isso fez com que nós pensássemos muito em qual penteado usar e que tipo de maquiagem fazer. Acho que conseguimos encontrar um estilo bom para cada uma de acordo com nossas personalidades e o que desejávamos mostrar.

CH: O grupo também é um super sucesso no Japão! Como foi produzir hits famosos na versão japonesa?

Ji Ho: Tivemos um pouco de dificuldade com a pronúncia. Afinal, estávamos gravando pela primeira vez na língua japonesa. Nos esforçamos muito para poder ficar com uma boa pronúncia e pudéssemos repassar os vários sentidos que a música tem. Isso foi mais uma etapa para que avançássemos um novo passo – e foi muito divertido! (risos)

MiMi: Fiquei um tanto preocupada no início. No meu caso, como tinha que fazer rap, não sabia se conseguiria mandar bem. Quando começamos a gravar, realmente não era uma coisa fácil, mas demos o nosso melhor.

CH: O disco Oh My Girl Japan Debut Album atingiu a primeira posição no Chart Oricon’s Daily Album. O que vocês estão sentindo com essas grandes realizações para o grupo em 2019?

Seung Hee: Muito obrigada pelo “grandes realizações”! Em 2018 também começamos ganhando o primeiro lugar e passamos o ano todo cada vez mais ocupadas. Esperamos que em 2019 possamos dar continuidade a este trabalho, ficando com a agenda cada vez mais cheia e com bons resultados na carreira.

A Rin: Sou muito grata porque nos esforçamos muito e nossos Miracles gostam cada vez mais do nosso trabalho. Tivemos um início de ano muito bom. Vamos nos esforçar para manter essa conquista.

CH: Falando sobre a turnê pelo Brasil, como foi conhecer pessoalmente os Miracles deste lado do mundo?

Ji Ho: Foi realmente muito bom poder conhecê-los pessoalmente. Sempre seremos gratas por termos os nossos Miracles aqui no Brasil.

Binnie: Ficamos muito gratas por ter fãs que nos apoiam tanto, mesmo de tão longe!

CH: Quero saber quais as faixas mais tocadas na playlist do grupo nesse momento!

Ji Ho: Mattress, do jovem 10cm. Ele é um cantor coreano e gostaria muito que vocês ouvissem. Adoro sua voz charmosa e calma!

Yoo A: Perfect To Me, da cantora Anne Marie. Gosto muito da letra e, por ser uma faixa calma, acho que é uma das músicas que mais ouço atualmente.

MiMi: Eu gosto muito de vários cantores pop, mas gostaria de indicar a música My Boy, da Billie Eilish. Além de ser uma cantora que eu amo, posso dizer que tem muitas características nela que eu admiro.

CH: Qual recado o Oh My Girl adoraria deixar para os Miracles brasileiros?

Hyo Jung: Obrigada por sempre torcerem por nós com essa energia. Com certeza vocês são os nossos milagres! Estava muito ansiosa para encontrar vocês. O nosso coração está cheio de amor por vocês.

Seung Hee: Miracles brasileiros que amamos tanto! Até que enfim nos encontramos. Temos lembranças inesquecíveis juntos.