Enem: candidatos relatam que distanciamento social não foi respeitado – Rede Brasil Atual

Brasil de Fato – A primeira etapa do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) foi marcada por aglomerações e desrespeito às normas sanitárias para prevenir a disseminação da covid-19. Após concluírem a prova, neste domingo (17), milhares de estudantes foram às redes sociais para denunciar que o distanciamento social não foi respeitado em seus locais de prova.

Os relatos mais comuns, sobre vários locais diferentes pelo Brasil, indicam que a distância entre as mesas dos candidatos era menor que o recomendável. Além disso, de que não havia álcool em gel disponível na entrada de todas as salas de aula. E que algumas salas sequer tinham janelas.

:: “Inep não tem autoridade para falar sobre segurança na prova do Enem”

Problemas gerais de organização também foram relatados. Durante a tarde, a União Brasileira de Estudantes Secundaristas (Ubes) alertou para casos de estudantes, em Santa Catarina, Paraná e São Paulo, que não puderam fazer as provas porque os locais de prova já estavam lotados. Nesses casos, os candidatos foram informados de que farão a prova nos dias 23 e 24 de fevereiro, mesma data prevista para aplicação do exame no Amazonas, onde a realização foi adiada em função do colapso sanitário da última semana.

As reclamações eram recorrentes. Na rede social Twitter, por exemplo, houve pelo menos cinco postagens por minuto com menções às palavras “Enem” e “distanciamento”, no final da tarde deste domingo. Centenas de candidatos chamaram atenção para o fato de que, em seus locais de prova, o distanciamento só foi garantido porque parte significativa dos candidatos não compareceu, deixando as salas parcialmente vazias.

O Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), responsável pelo exame, ainda não se pronunciou sobre as reclamações nem divulgou quantos dos 5,7 milhões de inscritos compareceram para realização da prova. O ministro da Educação, Milton Ribeiro, visitou um dos locais de prova e informou apenas que a pasta teve conhecimento dos relatos e vai “averiguar” a situação.

A primeira etapa do Enem foi realizada em plena segunda onda da covid-19, em que o Brasil registra as piores médias de mortes desde agosto

Brasil de Fato selecionou, em um intervalo de cinco minutos, alguns relatos que mostram por que entidades como a União Nacional de Estudantes (UNE) e a Ubes tentaram, até a última hora, adiar a aplicação das provas.

Estou simplesmente indignada! Fui fazer a prova do Enem 2020. Após muita espera na fila para entrar na sala, não permitiram a entrada. Falaram que havia ultrapassado a capacidade de 50% dos candidatos. Cerca de 100 alunos foram mandados para casa. #inep #enem pic.twitter.com/YYnUEhejiP

— Isabela Carolina (@belacfss) January 17, 2021

Mano, minha sala do enem tinha 45 pessoas. Não teve distanciamento nenhum. A inspetora de sala ficou com a MÁSCARA ABAIXADA a prova toda!

— tata (@TataKpop4) January 17, 2021

Organização ótima do Enem, covid pego com certeza.Sem distanciamento sem social, sala lotada, nem temperatura foi medida. Satisfação em ser brasileira

— Kaylane (@Kaylane71160116) January 17, 2021

Sobre o Enem: – Tema da redação maravilhoso e necessário.– Só rolou distanciamento na minha sala, pq 15 pessoas faltaram, se não fosse isso, não teria distanciamento nenhum.

— Thábata Lobato (@Thabatalobatoo) January 17, 2021

Acabei de fazer o ENEM. Como era de se esperar as salas estavam cheias, não havia distanciamento social. Também teve forte números de faltas.

— Guilherme Santana 🏠 (@Guilhersantanap) January 17, 2021

Maio 2020: Enem adiado pra janeiro de 2021 por conta do covid-19Janeiro 2021: nenhum álcool em gel nas entradas das salas e ninguém medindo a temperatura,salas minúsculas com 40 pessoas dentro sem o distanciamento necessário

— 𝓛𝓪𝓻𝔂𝓼𝓼𝓪 (@laarylbs) January 17, 2021

Eu fiz tão certinho de não ter ido fazer o ENEM, porque cada relato de sala lotada e sem nenhum distanciamento e tenho 200% de certeza que teve um sem noção que foi fazer a prova sintomático

— marcelinha (@mahpedrassoli) January 17, 2021

Resumo do ENEM ( onde eu fiz)– a prova era pra começar 13:30, começou 14:05;– distanciamento social? Não tivemos, sala tava lotada;– Pessoas tirando a máscara pra comer/beber água a hora que queriam. Foi ✨ótimo✨

— Babs :): (@BrbaraBueno11) January 17, 2021

Tinha um distanciamento na prova do ENEM tão bom que eu sentia o ventinho da respiração da menina do meu lado

— Vila da Jennifer Lopez (@biel_darosa) January 17, 2021

Na minha sala do ENEM, não havia distanciamento entre alunos. Nossas carteiras estavam grudadas praticamente, a lotação da sala não foi reduzida nem de longe. Me senti extremamente desconfortável e provavelmente fui pior na prova só pelo estresse. Inep de merda

— Bea 🇵🇸 (@starman_in_sky) January 17, 2021

Fonte: www.redebrasilatual.com.br/educacao/2021/01/enem-candidatos-relatam-distanciamento-social-covid-nao-respeitado/?utm_source=rss&utm_medium=rss&utm_campaign=enem-candidatos-relatam-distanciamento-social-covid-nao-respeitado