Eduardo Leite e a hora dos cabeças pretas

Governador eleito do Rio Grande do Sul, Eduardo Leite diz ao Radar que o próximo ano trará mudanças profundas ao PSDB.

Será o tempo dos cabeças pretas, termo usado para designar as novas gerações de tucanos.

“O que as urnas consagraram terá de se refletir no comando partidário”, diz, em alusão não só à sua ascensão como também a de João Doria.

Leite diz que anunciará o secretário de Fazenda ainda nesta semana. E os outros nomes até o dia 15 de dezembro.