Governo deve autorizar nova rodada de saques do FGTS

O Ministério da Economia estuda a liberação de uma nova rodada de saques do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS). A ideia da autorização dos recursos é trazer mais dinamismo à economia durante a epidemia causada pelo novo coronavírus (Covid-19). Segundo o Secretário Especial da Fazenda, Waldery Rodrigues, a ideia é colocar os 14.8 bilhões de reais que ainda não foram resgatados do saque imediato e recolocá-los em circulação no mercado.

ASSINE VEJA

A guerra ao coronavírus A guerra ao coronavírus A vida na quarentena, o impacto da economia, o trabalho dos heróis da medicina: saiba tudo sobre a ameaça no Brasil e no mundo Clique e Assine

O saque imediato, autorizado em julho do ano passado, liberou até 998 reais por conta do trabalhador. O prazo para a retirada do dinheiro termina no próximo dia 31 e 34 milhões de pessoas ainda podem sacar o benefício. 

Saúdeimagem21-03-2020-07-03-12SaúdeCoronavírus: farmácias venderão álcool em gel a preço de custo em SPEconomiaimagem21-03-2020-07-03-13EconomiaEmendas parlamentares serão usadas em combate a coronavírus, diz BolsonaroEconomiaimagem21-03-2020-07-03-14EconomiaMinistério da Economia prevê crescimento zero para 2020Economiaimagem21-03-2020-07-03-17EconomiaGoverno permite que motoristas com CNH vencida possam dirigir

  • Brasilimagem21-03-2020-07-03-18Brasil1Reviravolta no caso Gugu: novo documento pode encerrar disputa por fortunaPolíticaimagem21-03-2020-07-03-18Política2'Agora talvez seja tarde para reagir', critica Olavo de CarvalhoSaúdeimagem21-03-2020-07-03-18Saúde3Homem vindo da Itália para o Brasil testa positivo para coronavírusBrasilimagem21-03-2020-07-03-19Brasil4Em vídeo, policial quebra a perna de mulher em SC — Entenda a história

    Segundo Waldery, a nova rodada de saques ainda está em elaboração. Com isso, regras e calendário não foram detalhados mas devem fazer parte dos próximos anúncios do Ministério da Economia.

    Na semana passada, a pasta anunciou duas medidas de mitigação de danos econômicos no cenário de crise vinculadas ao fundo. Uma delas flexibiliza o prazo em até três meses para que empresas depositem o FGTS dos empregados. Outra, transfere os 21,5 bilhões de reais das cotas do PIS/Pasep para o sistema do FGTS. De acordo com Waldery, essa segunda medida dá mais liquidez ao FGTS.

    Fonte: veja.abril.com.br/economia/governo-deve-autorizar-nova-rodada-de-saques-do-fgts