Contra a PEC 32, servidores públicos baianos pressionam deputados federais no aeroporto de Salvador

Foto: Divulgação Contra a PEC 32, servidores públicos baianos pressionam deputados federais no aeroporto de Salvador 14 de setembro de 2021 | 06:38 economia

Um grupo de servidores públicos, ligados a Sindicatos que compõem o Fórum Baiano em Defesa do Serviço Público, estiveram na madrugada de hoje, no aeroporto de Salvador, realizando uma “pressão” sobre os deputados federais baianos, que iriam embarcar para Brasília. A mobilização é parte da luta contra a Proposta de Emenda à Constituição (PEC) 32/2020, que trata da reforma administrativa.

Está agendada para hoje o início da votação da PEC 32 na Comissão Especial, na Câmara dos Deputados.

“Apesar de trazer modificações em relação à proposta original, o texto defendido pelo relator Arthur Maia (DEM) mantém os principais ataques à população brasileira, bem como ao conjunto do funcionalismo público. Se aprovada, a reforma avança na precarização e privatização do serviço público brasileiro”, denuncia Fred Barboza, diretor do Sindicato dos Trabalhadores do Poder Judiciário Federal na Bahia ( SINDJUFE-BA).

Ataques As entidades sindicais denunciam que a PEC 32 traz um conjunto de ataques ao modelo atual do serviço público brasileiro.

Pontuam que a terceirização de serviços públicos através dos sistemas de cooperação (Art. 37 A) está mantido no texto da PEC que será votado. O tema abre caminho para o fim do atendimento gratuito à população, mesmo em relação a Saúde (SUS) e Educação pública.

Também denunciam ataques aos servidores. Ressaltam que a estabilidade, por exemplo, é ameaçada por vários mecanismos criados para ampliar e facilitar as demissões por perseguições políticas e outras formas arbitrárias.

Ainda de acordo com as entidades sindicais, outros ataques estão previstos: desde a perda de benefícios como auxílio alimentação até a redução dos salários e jornada. A medida põe em cheque adicionais, promoções por tempo de serviço e indenizações por substituição.

Por fim, destacam que no texto apresentado pelo relator, Arthur Maia, os mais atacados serão os servidores municipais ou vinculados a autarquias, órgãos ou administração indireta, especialmente os regidos pela CLT.

Caravana O dia de hoje será marcado por mobilizações dos servidores públicos em todo o país. Os sindicatos também organizaram uma carenava à Brasília. A expectativa é juntar 5 mil servidores públicos para pressionar os deputados no início da votação da PEC 32.

A caravana está sendo organizada pelas dez centrais sindicais brasileiras e entidades que organizam o funcionalismo público. O SINDJUFE-BA enviou uma delegação à Brasília, formada por diretores e filiados de base.

“Serão realizadas atividades em Brasília e nos demais Estados, como forma de dar maior visibilidade para a luta e conscientizar a população que a PEC 32 pode significar o fim dos serviços públicos gratuito em todo o país”, diz Jailson Lage, diretor do SINDJUFE-BA e integrante da caravana.

Voltar para a página inicial

Fonte: politicalivre.com.br/2021/09/contra-a-pec-32-servidores-publicos-baianos-pressionam-deputados-federais-no-aeroporto-de-salvador