Contas públicas têm superávit de R$ 27,1 bi em outubro e dívida é a menor desde antes da pandemia

Houve piora no resultado das contas em relação ao mesmo mês do ano passado, quando saldo positivo somou R$ 35,4 bilhões. Dívida bruta tem queda em outubro e atinge 76,8% do PIB. As contas do setor público consolidado registraram superávit primário de R$ 27,1 bilhões em outubro, informou o Banco Central nesta quarta-feira (30).
O superávit primário acontece quando as receitas com impostos ficam acima das despesas, desconsiderando os juros da dívida pública. Quando acontece o contrário, há déficit. O resultado engloba o governo federal, os estados, municípios e as empresas estatais.
Ao mesmo tempo, a dívida pública registrou queda pelo quarto mês seguido e atingiu o menor patamar desde fevereiro de 2020, mês anterior ao início da pandemia da Covid-19 — que foi decretada pela Organização Mundial da Saúde (OMS) em março daquele ano (veja detalhes mais abaixo nessa reportagem).
Apesar de positivo, o resultado de outubro representa piora na comparação com o mesmo mês do ano passado, quando foi registrado um superávit primário de R$ 35,4 bilhões.
O saldo superavitário em outubro aconteceu principalmente por conta do desempenho das contas do governo federal. Veja abaixo:
governo federal registrou superávit de R$ 30,2 bilhões;
estados e municípios tiveram saldo negativo de R$ 3,86 bilhões;
empresas estatais apresentaram saldo positivo de R$ 711 milhões.
Parcial do ano
No acumulado de janeiro a outubro, ainda segundo o BC, as contas públicas registraram um superávit primário de R$ 157,9 bilhões.
Nos dez primeiros meses de 2021, houve um superávit de R$ 49,6 bilhões.
O bom desempenho das contas públicas ajuda o governo a atingir a sua meta fiscal para o ano, que é de déficit de até R$ 177,490 bilhões.

Fonte: https://g1.globo.com/economia/noticia/2022/11/30/contas-publicas-tem-superavit-de-r-271-bi-em-outubro-e-divida-e-a-menor-desde-antes-da-pandemia.ghtml