Alteração na data do ENEM 2020 impede 3,5 milhões de ingressarem no ensino superior » FDR – Terra

O Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) de 2020 foi adiado para janeiro do próximo ano, por conta da pandemia de coronavírus. Essa medida foi necessária, porém pode tirar mais de 3,5 milhões de pessoas no ingresso ao ensino superior privado.

Alteração na data do ENEM 2020 impede 3,5 milhões de ingressarem no ensino superior
Alteração na data do ENEM 2020 impede 3,5 milhões de ingressarem no ensino superior
Alteração na data do ENEM 2020 impede 3,5 milhões de ingressarem no ensino superior (Montagem/FDR)publicidade

Essa notícia foi lançada na última terça-feira, dia 28, e foi feita com base em um levantamento da Associação Brasileira das Mantenedoras do Ensino Superior (Abmes).

O estudo foi feito baseado no Enem do ano de 2019, e o número se refere à quantidade de estudantes que realiza a prova de olho em bolsas de estudos.

As instituições particulares costumam usar o Enem como base para distribuição de descontos e bolsas integrais aos estudantes. Além disso, o exame serve como disputa de vagas em universidades públicas pelo Sistema de Seleção Unificada (Sisu).

Alguns estudantes conseguem, inclusive, ter acesso a descontos progressivos em faculdades particulares.

A importância do Enem também é vista no Programa Universidade para Todos (Prouni), que utiliza o exame para oferecer bolsas de estudo parciais (que cobrem 50% da mensalidade) e integrais para cursos de graduação e de formação continuada em universidades particulares.

O Financiamento Estudantil (Fies) também utiliza a prova como critério para a concessão de seu crédito.

Normalmente, o Enem é realizado em duas etapas no mês de novembro, porém, por conta da pandemia, o exame foi adiado. Com isso, fica inviável, para as universidades, aguardar o resultado das provas.

Enem adiado muda vestibulares de universidades estaduais de São Paulo

A mudança da data do Enem fez com que três universidades estaduais de São Paulo, mudassem a forma de processo seletivo.

A USP, Unesp e a Unicamp vão optar pelo vestibular tradicional, mas farão isso em duas etapas. Para evitar a aglomeração de estudantes, as universidades vão dividir as provas em duas datas diferentes, mas que não irão coincidir.

Com isso, os estudantes poderão realizar provas nas três universidades, se desejarem.

As mudanças foram necessárias, pois o ano letivo deve começar entre o fim de fevereiro e começo de março de 2021. Nesse caso, os resultados do Enem ainda não estariam prontos para que pudessem ser utilizados.

 

 

 

 

imagem02-08-2020-16-08-28
imagem02-08-2020-16-08-28

Bartira Araújo é formada em Jornalismo pela pela Universidade Santa Cecília. Já trabalhou como analista de comunicação em uma agência de tecnologia e marketing e atualmente é redatora do portal FDR.

Fonte: fdr.com.br/2020/08/02/alteracao-na-data-do-enem-2020-impede-35-milhoes-de-ingresarem

Coronavírus em Tempo Real