Ebola chega a Uganda e mata criança de 5 anos de idade

O governo da Uganda anunciou na manhã desta quarta-feira, 12, a morte de uma criança de 5 anos de idade por ebola. Essa foi a primeira morte pela doença confirmada no país. O comunicado chega em meio a um surto da doença na vizinha Republica Democrática do Congo, que já deixou mais de mil mortos.

Segundo o Ministério da Saúde de Uganda, a criança foi infectada pela doença após cruzar a fronteira com a mãe, de origem congolesa, e mais quatro familiares para cuidar de seu pai, que também estava com a doença.

Quando a família voltava para Uganda, teve que parar num hospital logo após cruzar a fronteira. A criança foi isolada e amostras de sangue retiradas para exames. Ela morreu logo após os resultados apontarem a doença.

Outros dois membros da família desenvolveram os sintomas e estão isolados no hospital, esperando pelos resultados dos exames. No total, sete pessoas estão sendo monitoradas. A ministra da Saúde, Jane Ruth Aceng, afirmou que o país está pronto para agir diante de um surto da doença.

Surto de ebola

O governo congolês havia decretado o fim do surto em julho do ano passado, quando se passaram 42 dias — dois ciclos de reprodução do vírus — do último caso confirmado no país, mas, no mês seguinte, surgiram quatro novos casos de ebola e, nos meses seguintes, a quantidade de infectados chegou a mais de 1900 pessoas. As mortes passam de 1300 pessoas.

A Organização MundiaL da Saúde (OMS), reportou que há uma tendência de queda nos casos de ebola. Segundo dados divulgados no dia 30 de maio, “foi confirmado um total de 73 novos casos nos últimos sete dias contra os 127 casos confirmados anteriormente”.

Fonte: veja.abril.com.br/mundo/ebola-chega-a-uganda-e-mata-crianca-de-5-anos-de-idade