Jornalista e escritor Mário Pires morre vítima de coronavírus

O Jornalista e escritor piauiense, Mário Pires Santana, de 74 anos, faleceu na noite desse domingo (05), em Fortaleza após complicações provocadas pela infecção da Covid-19, o novo coronavírus.

Mário Pires, que era natural da cidade de Parnaíba, no litoral do Piauí, foi contaminado pela Covid-19 e buscou atendimento médico na cidade de Fortaleza, no Ceará, mas não resistiu às complicações da doença.

Jornalista e escritor piauiense, Mário Pires Santana
Jornalista e escritor piauiense, Mário Pires Santana

Durante a carreira como escritor, Mário Pires publicou o livro “De Parnaíba a Bagdá”, lançado no ano de 2011, e participou como coautor no livro “Parnaíba de A a Z”, em parceria com José de Nicodemos Alves Ramos, Diderot Mavignier, Graça Ramos e outros. O jornalista também era responsável pelo “Blog do Mário Pires” desde o ano de 2013, e atualmente escrevia crônicas para “Correio do Norte”.

Em nota, a Associação dos Comunicadores Sociais de Parnaíba (Ascompar) lamentou a morte de Mário Pires e disse que o jornalista honrou o meio da Comunicação da cidade natal.

Confira a nota da Ascompar

NOTA DE PESAR

A ASSOCIAÇÃO DOS COMUNICADORES SOCIAIS DE PARNAÍBA – ASCOMPAR lamenta a morte do seu ilustre associado, jornalista MÁRIO PIRES SANTANA , 74 anos, ocorrida ontem (05-07-2020) à tarde, na cidade de Fortaleza (CE) para onde havia se deslocado à procura de tratamento médico contra a “COVID-19”.

MÁRIO PIRES SANTANA honrou o meio de comunicação social de Parnaíba como jornalista, escritor e blogueiro. Filho de tradicional família desta cidade, estudou na Escola Primária da conceituada educadora Nenem Barros, que mantinha seu estabelecimento na Rua Álvaro Mendes; fez seu ginásio no então Ginásio Parnaibano (posteriormente oficializado de Colégio Estadual Lima Rebelo); foi estudar (curso científico – conclusivo do 2º grau) em Fortaleza (Ceará). Graduou-se técnico em química e estudou essa disciplina na Universidade Federal da Bahia (BA). Ingressou na PETROBRÁS onde prestou o brilho de sua competência funcional por mais de duas décadas.

MÁRIO sempre cultivou as letras. Ao retornar para sua cidade natal (Parnaíba) tornou-se colaborador do “Norte do Piauí”, do jornalista Mário Meireles, escrevendo poesias, contos, crônicas e discorrendo sobre assuntos do dia-a-dia transcorridos na cidade. Atualmente escrevia para o “Correio do Norte”, do jornalista José Luiz de Carvalho.

PIRES publicou, em 2011, “DE PARNAÍBA A BAGDÁ” – um repositório de crônicas bem aplaudidas pelo público literato. Em parceria com José de Nicodemos Alves Ramos, Diderot Mavignier, Graça Ramos e outros, colaborou na edição do livro “Parnaíba de A a Z”.

SANTANA, desde 2013 (março) mantinha o seu acreditado “Blog do Mário Pires”.

MÁRIO PIRES SANTANA, além da ASCOMPAR, pertencia ao INSTITUTO HISTÓRICO – GEOGRÁFICO E GENEALÓGICO DE PARNAÍBA (PI) – IHGGP.

PARNAÍBA, com a morte do ilustre conterrâneo sente-se profundamente entristecida, estando a ASCOMPAR, por sua diretoria, a levar suas condolências à família enlutada.

Parnaíba – Piauí, em 06 de julho de 2020

Fonte: www.viagora.com.br/noticias/jornalista-e-escritor-mario-pires-morre-vitima-de-coronavirus-82320.html

Coronavírus em Tempo Real