Geraldo Alckmin vira réu por corrupção passiva e lavagem de dinheiro

A Justiça Eleitoral de São Paulo aceitou nessa quinta-feira (30) a denúncia feita pelo Ministério Público contra o ex-governador do estado de São Paulo, Geraldo Alckmin (PSDB), por corrupção passiva, caixa dois e lavagem de dinheiro.

De acordo com o Ministério Público, Geraldo Alckmin teria recebido R$ 11,3 milhões da empresa Odebrecht durante a campanha eleitoral do ano de 2010 e 2014, quando concorreu ao governo do estado de São Paulo.

Ex governador de São Paulo, Geraldo Alckmin
Ex governador de São Paulo, Geraldo Alckmin

Nas investigações, Alckmin teria sido citado por três delatores do grupo, e segundo o Ministério Público, o ex-governador teria recebido os recursos com o uso de codinomes como “pastel”, “pudim” e “bolero”.

O juiz titular da 1ª Zona Eleitoral de São Paulo aceitou a denúncia e no documento o magistrado afirma que há “indícios suficientes de materialidade” dos crimes cometidos pelos citados.

Conforme os promotores, as transferências feitas para Geraldo Alckmin foram realizadas por meio de caixa dois, já que a empreiteira estava impedida de fazer doações por ter contrato com o governo.

Fonte: www.viagora.com.br/noticias/geraldo-alckmin-vira-reu-por-corrupcao-passiva-e-lavagem-de-dinheiro-82807.html

Coronavírus em Tempo Real