Ex-ministro Silas Rondeau é alvo de operação da Polícia Federal

Nesta quinta-feira (25), a Polícia Federal (PF), cumpre 17 mandados de busca e apreensão e 12 de prisão temporária nos estados do Rio de Janeiro, São Paulo e no Distrito Federal, e dentre os alvos está o ex-ministro de Minas e Energia, Silas Rondeau.

De acordo com a PF, o ex-ministro Silas Rondeau e o ex-deputado federal Aníbal Gomes (DEM-CE), são alvos da operação que tem como objetivo encontrar os responsáveis por contratos fraudulentos e pagamento de propina na Eletronuclear, uma subsidiária da Eletrobras focada na construção de usinas termonucleares no Brasil. Silas Rondeau foi ministro de Minas e Energia entre os anos de 2005 e 2007, durante o governo do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

Segundo a Polícia Federal, a operação intitulada como “Fiat Lux”, tem como base a delação premiada de dois lobistas ligados ao MDB que foram presos no ano de 2017 por determinação da 13ª Vara Federal de Curitiba.

Conforme a PF, em depoimento prestado em 2017, Jorge Luz teria revelado que intermediou R$ 11,5 milhões em propinas para parlamentares do MDB, e apresentou à 13ª Vara federal de Curitiba uma planilha com nomes de supostos beneficiários, apontando o recebimento de US$ 418 mil à Renan Calheiros (MDB-AL), Jader Barbalho (MDB-PA), Silas Rondeau, e Aníbal Gomes (MDB-CE).

Fonte: www.viagora.com.br/noticias/ex-ministro-silas-rondeau-e-alvo-de-operacao-da-policia-federal-82107.html

Coronavírus em Tempo Real