Atravessamentos nas artes é tema de Seminário da Mostra Amazônia das Artes

Da Assessoria de Comunicção

Diretores regionais, diretores do Departamento Nacional do Sesc,  coordenadores regionais, gerentes e técnicos de Cultura participaram a solenidade de abertura do Seminário Sesc Amazônia das Artes, durante reunião virtual, na manhã desta terça-feira (2).  O evento é uma das ações da 13ª edição da Mostra Sesc Amazônia das Artes.

A diretora de Programas Sociais do Departamento Nacional do Sesc, Lúcia Prado, representou o diretor geral da entidade, José Carlos Cirilo. Ela destacou a qualificação dos técnicos de Cultura do Sesc como avanço que se reflete na qualidade artística dos eventos que o Sesc realiza em todo o país.

 Em seguida, o diretor Regional do Sesc no Piauí, Francisco Campelo Filho, disse que a entidade  vive um novo momento de difusão da Cultura, em que o Sesc se reinventou para trabalhar no formato híbrido, que envolve ações presenciais e virtuais, por conta da pandemia.

O diretor Regional do Sesc Mato Grosso, Carlos Rissato, elogiou o empenho da equipe técnica do Sesc e enfatizou que não existe nação sem Cultura. “O Sesc Amazônia das Artes é o grande amálgama do povo que junto com o Brasil compõe a nação”.

Durante a solenidade, o gerente de Cultura do Departamento Nacional do Sesc, Marcos Rego, apresentou a temática da Mostra Amazônia das Artes 2021 – “Atravessamentos no trânsito das Artes pela Amazônia”.

O Seminário segue na tarde desta terça-feira com a Mesa: Atravessamentos entre Teatro e Dança, com os artistas Leônidas Portela (MA),  Silmara Silva (PI) e Wanderson Lana (MT), todos já circularam na Mostra Amazônia das Artes. A mesa tem como mediadora a produtora cultural, palhaça e dramaturga, Kaline Barroso (RR).

Nesta quarta-feira (3) com a Mesa: Atravessamentos e hibridismos nas Artes, com os artistas Brenda Melo (AP), Eliakim Rufino (RR) e João Vicente (TO), tendo como mediadora a gestora cultural e dramaturga  Ana Isabel Friedlander (TO). À tarde será realizada a Mesa:  “Atravessamentos pelo Teatro” com os artistas Francis Madson (AM), Lenine Alencar (AC) e Chicão Santos (RO), com mediação do gestor cultural, dramaturgo e diretor de teatro, Fabiano barros (RO).

Sesc Amazônia das Artes

O Sesc Amazônia das Artes é uma rede de intercâmbio das artes e da cultura, que cria laços e fortalece a criação artística, dando visibilidade para as potencialidades que aparecem no cenário cultural da Amazônia Legal e do Piauí, tornando-se um instrumento de transformação e de desenvolvimento da produção artística da região.
Realizado em formato de mostras, o projeto oferece acesso a produtos culturais de forma gratuita, com apresentações e capacitação em diferentes áreas artísticas como Artes Cênicas, Música, Teatro, Circo, Dança, Audiovisual, Literatura e Artes Visuais.