Criador de ‘Chernobyl’ pede respeito a turistas após fotos inapropriadas

O criador da minissérie Chernobyl pediu mais respeito aos turistas que estão indo visitar os arredores da usina onde aconteceu o acidente nuclear, em 1986. Desde a estreia do seriado da HBO, em maio, as visitas à cidade de Pripyat, na Ucrânia, cresceram entre 30 e 40% – e muitos turistas passaram a publicar fotos inapropriadas nas redes sociais.

“É incrível que a série Chernobyl tenha inspirado uma onda de turismo na Zona de Exclusão”, escreveu Craig Mazin no Twitter, na noite desta terça-feira 11. “Mas sim, eu vi as fotos que estão circulando. Se você for visitar, por favor lembre que uma tragédia terrível aconteceu ali. Comportem-se com respeito por todos que sofreram e se sacrificaram.”

No Twitter, um usuário compilou algumas imagens de modelos e influenciadores digitais no local. Alguns fazem selfies próximos a veículos abandonados e parcialmente destruídos e uma das turistas chegou até a publicar uma foto em que aparece seminua, usando o uniforme de proteção nas pernas. Após a repercussão, várias dessas fotos já foram apagadas.

Pripyat só foi aberta para a visitação do público em 2011. O acidente nuclear aconteceu em 26 de abril de 1986, quando um reator explodiu na usina de Chernobyl. A explosão causou, diretamente, 31 mortes, mas milhões de pessoas foram afetadas pela exposição à radiação. O número total de mortes em decorrência do desastre ainda é uma incógnita – a ONU fala em 9.000 mortos, mas o Greepeece já estimou 200.000.

Fonte: veja.abril.com.br/entretenimento/criador-de-chernobyl-pede-respeito-a-turistas-apos-fotos-inapropriadas