Concurso TJ RJ: retomada gradual a partir de 2021

O concurso TJ RJ (Tribunal de Justiça do Estado do Rio de Janeiro) deverá ter sua retomada no ano de 2021. Suspenso por causa da pandemia da COVID-19, o certame tem vagas para Analistas e Técnicos.

As composições das comissões do concurso foram alteradas em agosto de 2020, mas as publicações oficiais a este respeito somente surgiram no dia 30 de setembro de 2020. Confira as portarias 1368, 1369 e 1370/2020 no site do Diário Oficial do Tribunal de Justiça.

No dia 12 de junho de 2020, o Presidente do TJ, desembargador Claudio de Mello Tavares, e o Corregedor-Geral da Justiça, desembargador Bernardo Garcez, assinaram o Ato Normativo Conjunto 25/2020, que entraria em vigor no dia 15 de junho do mesmo ano, regulamentando o plano de retorno programado às atividades presenciais do Poder Judiciário.

Os prédios públicos foram reabertos a partir de 29 de junho de 2020. Já as datas de aplicação das provas do concurso ainda não foram definidas.

O concurso TJ RJ abriu vagas para os cargos de Analista Judiciário (várias especialidades em nível superior) e Técnico de Atividade Judiciária (sem especialidade em nível médio).

Ao todo, são ofertadas 160 vagas imediatas em jornadas de 40 horas semanais, com remuneração inicial de até R$ 6.373,89, podendo posteriormente chegar a 9.560,88!

Além disso, as reservas de vagas serão distribuídas da seguinte maneira:

Edital nº 1 – TJRJ: Técnico de Atividade Judiciária

Edital nº 1 – TJRJ: Analista Judiciário

Além disso, também existe a possibilidade de se inscrever para o cargo de “Analista Judiciário – Sem Especialidade”. Basta ter curso superior em Administração, Direito ou Economia.

As inscrições para cada categoria de cargo foram realizadas pelo site do Cebraspe (Inscrição para TécnicoInscrição para Analista).

O período foi de 9 a 30 de março de 2020 e as taxas de inscrição foram:

NívelTaxa de inscrição em R$Médio80,00Superior100,00

Houve isenção de pagamento para os candidatos hipossuficientes e que tivessem baixa renda familiar. 

O concurso TJ RJ será composto pelas seguintes etapas, com base no cargo escolhido pelo candidato:

Todas as etapas serão realizadas nas seguintes cidades: Cabo Frio, Campos dos Goytacazes, Duque de Caxias, Itaguaí, Itaperuna, Niterói, Nova Friburgo, Petrópolis, Rio de Janeiro, Vassouras e Volta Redonda.

As fases do concurso seguem como o previsto: provas objetivas para ambos os cargos, além de etapa discursiva e de títulos para Analista Judiciário (várias especialidades).

No entanto, a novidade reside na maneira como as provas serão aplicadas.

O Cebraspe informou que as provas objetivas devem seguir o modelo de múltipla escolha (cinco alternativas, apenas uma correta) e não o tradicional “certo” ou errado” (duas alternativas, apenas uma correta).

A primeira etapa do concurso TJ RJ ainda não tem data divulgada.

O candidato precisa ficar atento ao site da banca organizadora para acompanhar o novo cronograma. Mais informações podem ser acessadas no site da organização (Técnico de Atividade Judiciária e Analista Judiciário).

A avaliação terá duração de:

Todos os candidatos estarão submetidos às 60 questões de múltipla escolha, sendo 20 de conhecimentos gerais e 40 de conhecimentos específicos.

Será reprovado nas provas objetivas o candidato que se enquadrar em pelo menos um dos itens a seguir:

As 40 questões de conhecimentos gerais devem ser distribuídas para as seguintes disciplinas/áreas de conhecimento:

Com valor máximo de 40,00 pontos, a prova discursiva consistirá:

Os avaliadores devem analisar o conteúdo (conhecimento do tema), a capacidade de expressão na modalidade escrita e o uso das normas do registro formal da Língua Portuguesa. Será aprovado na prova discursiva aquele que alcançar pelo menos 20,00 pontos.

Serão convocados para a análise de títulos somente aqueles inscritos nos cargos de Analista Judiciário e classificados na prova discursiva.

Com valor máximo de 10,00 pontos, os diplomas deverão ser encaminhados via upload para o site da organizadora no formato “.png”, “.jpeg” e/ou “.jpg”. Confira os critérios que devem ser adotados pelos avaliadores no momento de conferir nota aos documentos digitalizados:

TítuloValor unitárioValor máximoEspecialização com mínimo de 360 horas0,601,20Mestrado1,301,30Doutorado2,52,5Aprovação em concurso público na Administração Pública ou na iniciativa privada (área que concorre)0,250,50Exercício de atividade autônoma e(ou) profissional de nível superior na Administração Pública ou na iniciativa privada (área que concorre)0,50 por ano4,80TOTAL:10,00

O concurso TJ RJ terá dois anos de validade, contando a partir da homologação dos resultados. É possível que seja prorrogado uma única vez e em igual período, mas tudo dependerá dos critérios adotados.

Para mais informações e conferência de tudo o que abordamos aqui, acesse os editais por meio da página do Cebraspe.

De acordo com o regulamento publicado no dia 7 novembro de 2019, a banca examinadora está encarregada de todas as fases do Concurso TJ RJ. Especificamente:

O regulamento prevê os requisitos básicos para o cargo de Técnico de Atividade Judiciária e de Analista Judiciário. Confira:

Detalhe importante: ao entrarem em exercício, os candidatos aprovados ficarão sujeitos ao estágio probatório pelo período de três anos.

A remuneração pode variar dependendo do cargo escolhido pelo candidato e de acordo com a estrutura de remuneração correspondente:

Cargo (vencimento base + GAJ + APJ)*Remuneração inicial em R$Remuneração final em R$Técnico de Atividade Judiciária3.870,066.373,89Analista Judiciário6.373,899.560,88

*GAJ: Gratificação de Atividade Judiciária; APJ: Adicional de Padrão Judiciário.

Para os Analistas Judiciários (especialidade de Execução de Mandados), também é adicionada uma Gratificação de Locomoção. Esta pode variar entre R$ 1.912,17 e R$ 2.868,26.

Todos os candidatos aprovados possivelmente terão direito ao auxílio: alimentação, locomoção, saúde, adoção, creche, doença, educação, funeral e adicional por tempo de serviço.

Em 2014, o Tribunal de Justiça do estado do Rio de Janeiro ofereceu 90 vagas para técnico e 118 vagas para analista (Assistente Social, Psicólogo, Comissário de Justiça, da Infância, da Juventude e do Idoso, e Execução de Mandados).

As provas objetivas para os cargos de técnico abrangiam 100 questões sobre Língua Portuguesa, Raciocínio Lógico Matemático, Noções de Direito Administrativo e Constitucional, Noções de Direito Processual, Noções de Direito Processual Penal, Noções de Custas Judiciais, e CODJERJ, Consolidação Normativa e Legislação Complementar.

As 70 questões de múltipla escolha para o cargo de analista foram divididas em conhecimentos básicos e específicos, com conteúdo programático específico para cada especialidade. Foram considerados aprovados na prova objetiva aqueles que acertaram 50% do total da prova.

PrevistosRio de JaneiroCespe/Cebraspe

Bruno Destéfano
Bruno Destéfano
Bruno DestéfanoRedatorNasceu no interior de Goiás e se mudou para a capital, Goiânia, no início de 2015. Seu objetivo era o de cursar Jornalismo na UFG. Desde o fim de sua graduação, já atuou como roteirista, gestor de mídias digitais, assessor de imprensa na Câmara Municipal de Goiânia, redator web, editor de textos e locutor de rádio. Escreveu dois livros, sendo um de ficção e outro de não-ficção. Também recebeu prêmios pela produção de um podcast sobre temas raciais e por seu livro-reportagem "Insurgência – Crônicas de Repressão". Atualmente, trabalha como redator web no site "Concursos no Brasil" e está participando de uma nova empresa no ramo de marketing digital.

Compartilhe

Fonte: www.concursosnobrasil.com.br/concursos/rj/concurso-tribunal-de-justica-rj.html

Coronavírus em Tempo Real