Concurso PRF: o que estudar para as provas [Guia Completo]

As expectativas para um concurso PRF em 2021 são muito altas. Mesmo o Ministério da Economia não tendo confirmado a abertura, um grande pedido foi feito em maio. Uma vez que a Polícia Rodoviária Federal conta com um déficit de funcionários, é bem possível que coisa boa esteja por vir. Então, concurseiro, que tal se preparar de antemão?

Confira nosso artigo com vários detalhes de como e o que estudar para a prova do concurso PRF:

O que você vai ver neste artigo

Próximo concurso PRF

Em 2019 a Polícia Rodoviária Federal fez um pedido para abertura de mais de 4 mil vagas para Policial e Agente Administrativo. No entanto, não foi feita nenhuma seleção e a expectativa subiu no ado de 2020. Os órgãos tinham até o final do mês de maio para fazer novas solicitações ao Ministério da Economia, que ainda não confirmou nenhum edital.

Assim, foram pedidas 2.634 vagas inicialmente e, depois, outras 138, totalizando 2.772 oportunidades para o próximo concurso PRF. Porém, por causa da pandemia de coronavírus o certame provavelmente ocorrerá apenas no próximo ano. Enquanto isso, os concurseiros devem ir se preparando.

Último concurso PRF

O último concurso PRF teve edital organizado pelo Cespe/Cebraspe e lançado em 2018, com provas realizadas em 2019. A seleção ofertava 500 vagas de Policial Rodoviário Federal e subsídio de R$ 9.473,57 para jornadas de 40 horas semanais de trabalho. No total, se inscreveram 129.152 pessoas em todo o país e o certame contou com 1.614 aprovados.

Além das vagas iniciais, foi publicada uma portaria autorizando outras 500 contratações e, dessa forma, mil aprovados foram aprovados e nomeados. Uma nova atualização em 2020 abriu a possibilidade para mais 609 aprovados serem convocados, restando apenas seis de fora.

Qual é o perfil da banca Cespe/Cebraspe

Como o último concurso PRF foi organizado pelo Cespe/Cebraspe, bem como outro em 2013, é possível que a mesma banca seja escolhida para o próximo. Por isso é importante conhecer como a organizadora trabalha, pois há um perfil padrão na criação de provas e formato de avaliação. O Centro de Pesquisa em Avaliação e de promoção de Eventos (Cebraspe) é responsável por exames em todo o país e é conhecido por ser muito rigoroso.

O método utilizado pelo Cespe/Cebraspe é um pouco diferente do convencional:

Como o esquema é um tanto complexo, existem algumas estratégias para realizar a prova do Cespe/Cebraspe:

Uma boa maneira de conhecer a banca organizadora Cespe/Cebraspe é conferir provas antigas. Ler os enunciados, perceber os truques e praticar com as questões.

Etapas do concurso PRF para Policial

De acordo com editais anteriores, o concurso PRF para Policial Rodoviário Federal conta com sete etapas:

Veja cada uma em detalhes:

Provas escritas do concurso PRF

Todos os candidatos do concurso PRF ao cargo de Policial são submetidos a provas escritas com duração de 4 horas e 30 minutos. A prova objetiva, de acordo com o último edital, é formada por 120 questões de Certo ou Errado. Essa avaliação é dividida em três partes. O Bloco I é composto por 50 questões de conhecimentos gerais em que são tratados assuntos de:

Já o Bloco II conta com 40 questões que tratam sobre Legislação de Trânsito. Por fim, o Bloco III é formado por 30 questões acerca de Noções de Direito, nas vertentes:

No mesmo dia, os candidatos a Policial Rodoviário Federal terão prova discursiva no mesmo dia da prova objetiva. São disponibilizadas 30 linhas para uma redação dissertativa valendo 20 pontos. No último concurso PRF, foram dados dois textos base e o tema proposto foi “O combate às infrações de trânsito nas rodovias federais brasileiras”.

A prova exigia que na composição escrita os candidatos abordassem os seguintes assuntos:

Além do conteúdo textual também são avaliados, valendo um ponto:

É importante ressaltar que, caso o candidato desvie o foco do tema principal, este perderá pontos, podendo até zerar a prova.

Teste de Aptidão Física – TAF

Quem tira a nota mínima nas provas escritas é convocado para um teste físico, em que os concorrentes devem se apresentar vestindo roupas esportivas. Esses serão submetidos a uma série de exercícios, composta por:

Nessa fase, a quantidade de repetições ou intensidade do exercício varia entre homens e mulheres.

Avaliação de Saúde

A avaliação de saúde é a etapa em que os candidatos serão avaliados por suas condições clínicas, sinais ou sintomas que possam incapacitar os candidatos de realizarem as tarefas da função. Nessa fase do concurso PRF, os concorrentes devem entregar uma série de laudos e exames laboratoriais de sangue, urina, fezes e toxicológicos.

Além disso, a junta médica escolhida pela banca organizadora irá fazer análises específicas como cardiológica, pulmonar e oftalmológica. Caso seja encontrado alguma característica que torne o a pessoa inapta, os médicos avaliarão se é:

Dessa forma, é possível determinar melhor a classificação do candidato.

Avaliação psicológica

Além da avaliação de saúde, os candidatos do concurso PRF que estiverem pleiteando o cargo de Policial Rodoviário Federal devem ainda passar por uma avaliação psicológica. Essa é uma etapa para analisar a aptidão do concorrente a controlar impulsos, uma vez que a função conta com o uso de armas. Assim, são aplicados instrumentos e técnicas psicológicas para analisar:

Aqueles que forem considerados inaptos estão, automaticamente, eliminados do concurso PRF.

Prova de Títulos

Como o concurso PRF para Policial é voltado para nível superior, os candidatos também passam por prova de títulos. A pontuação é dada considerando os seguintes certificados:

Só pode ser entre um título por categoria, somando até 5 pontos. A não apresentação desses documentos resultará em nota zero nesta etapa.

Investigação social

Até agora todas as etapas formam a primeira fase do concurso PRF para Policial, que se encerra com uma investigação social realizada pelo órgão. O objetivo é perceber se os candidatos têm conduta social e de idoneidade moral compatíveis com o cargo pretendido.

Dessa forma, a Polícia Rodoviária Federal pesquisa o histórico social, funcional, civil e criminal dos aprovados até agora. Se não houver nenhum problema, o indivíduo será recomendado para a função na qual se inscreveu.

Curso de Formação Profissional

Os candidatos aprovados em todas as etapas da primeira fase são direcionados ao Curso de Formação Profissional. Para participar da segunda fase do concurso PRF, os candidatos devem se matricular via internet e comparecer às aulas e atividades definidas por edital específico publicado após a convocação.

Nessa parte são realizadas provas escritas com base no conteúdo trabalhado durante o curso. Vale ressaltar que a frequência integral também é critério de aprovação. Outro ponto importante é que, enquanto estiver matriculado, o aluno receberá auxílio financeiro equivalente a 50% do subsídio oferecido para o cargo de Policial.

Etapas do concurso PRF para Agente Administrativo

O concurso PRF para Agente Administrativo é de nível médio, por isso conta com apenas duas etapas, de acordo com o último edital (2014): Prova Objetiva e Investigação Social. Confira os detalhes de cada fase:

Prova objetiva para Agente Administrativo

Conforme a seleção de 2014, que foi organizada pela FUNCAB, a prova objetiva para Agente Administrativo do concurso PRF é composta por 60 questões de múltipla escolha. Os candidatos têm três horas e meia para resolver a avaliação e marcar o cartão resposta. A prova é dividida entre:

Conhecimentos BásicosDisciplinasQuantidade de QuestõesValor de cada questãoPontuação MáximaLíngua Portuguesa12224Ética e Conduta Pública616Raciocínio Lógico616Conhecimentos EspecíficosDisciplinasQuantidade de QuestõesValor de cada questãoPontuação MáximaNoções de Direito Constitucional61,59Noções de Direito Administrativo61,59Noções de Administração61,59Noções de Arquivologia61,59Noções de Informática61,59Legislação Relativa à PRF61,59

Investigação Social

Os aprovados na primeira fase serão convocados para uma investigação social, com o objetivo de avaliar o comportamento dos candidatos e sua idoneidade moral. Assim, cada um deverá preencher uma Ficha de Informações Pessoais (FIP) e apresentar as seguintes certidões:

Dessa forma, a PRF fará uma pesquisa sobre a vida atual e passada do candidato, nos âmbitos familiar, social, funcional, civil e criminal.

O que estudar para a prova do concurso PRF: Policial

Segundo o último concurso PRF, os candidatos a Policial Rodoviário Federal devem obter um mínimo de 48 pontos para serem aprovados. Vale lembrar que, como a prova é de Certo ou Errado e uma questão respondida errada anula uma resposta correta, não existe um assunto principal. Ou seja, não existe uma matéria que tenha peso maior que a outra.

No entanto, a parte de Direito possui mais questões, então é válida uma atenção maior para essa parte. Um ponto importante é a interpretação de texto que entra na parte de Português, mas está presente em todos os enunciados.

Confira o conteúdo programático de acordo com o edital do concurso PRF de 2018:

Bloco I

Bloco II

Bloco III

O que estudar para a prova do concurso PRF: Agente Administrativo

As questões da prova objetiva do concurso PRF possuem pesos diferentes, por isso é importante priorizar os conteúdos de Língua Portuguesa, já que valem mais. É necessário também dar uma atenção especial para a parte de Conhecimentos Específicos. Apesar dessas questões terem peso médio, juntas elas somam a maior parte da prova.

Confira o conteúdo programático de acordo com o último concurso de nível médio:

Conhecimentos Básicos

Conhecimentos Específicos

Dicas de como estudar

Agora que você já sabe de todos os detalhes relacionados a um possível concurso PRF, é hora de estudar. O Concursos no Brasil reuniu algumas dicas para te ajudar:

  • Leia o edital: esse é o primeiro passo para ter sucesso no concurso PRF e em qualquer outra seleção. Se ele ainda não está disponível, procure editais anteriores para ter uma noção de com o que você irá lidar;
  • Conheça banca organizadora: uma vez que a banca for definida, pesquise sobre ela, suas seleções e provas anteriores, quais os padrões. Cada organizadora tem seu próprio estilo e mantém ele nos certames pela qual é responsável. Entenda como ela funciona e assim você poderá focar seus estudos;
  • Monte se cronograma de estudos: um bom concurseiro tem uma rotina de estudos. Veja na sua semana qual é o melhor horário para estudar e separe um tempo todos os dias. Foque nas disciplinas mais importantes, como no caso da prova de Conhecimentos Específicos para Agente Administrativo do concurso PRF;
  • Procure técnicas de estudo: cada um tem seu próprio jeito de estudar, por isso é importante que você entenda seu ritmo e como seu cérebro trabalha. Dessa forma, você conseguirá se adaptar melhor à rotina, ser mais produtivo e obter melhores resultados. Uma boa dica é criar um mapa mental para te ajudar na hora de internalizar os conteúdos estudados;
  • Revise: é ideal que na sua rotina de estudos você alterne os conteúdos para não ficar maçante. Por isso, ao retornar em um assunto, é preciso revisar o que já foi visto. Principalmente quando a prova estiver mais perto. Aqui no nosso site temos uma matéria te ensinando a fazer revisão para concurso;
  • Não extrapole: estudar é essencial para passar num concurso, mas descansar também é. Então, tire um tempo para relaxar e ter um momento de lazer. Desse modo, sua mente se manterá saudável e pronta para fazer a prova.
  • Esperamos que essa matéria tenha te ajudado a entender um pouco de como funciona o concurso PRF. Abaixo deixamos questões para você já ir praticando. Aproveite para conferir outros conteúdos especiais em nosso site.

    Compartilhe

    Fonte: www.concursosnobrasil.com.br/artigos/concurso-prf-o-que-estudar-para-provas-guia-completo.html

    Coronavírus em Tempo Real