Concurso PC AL: edital sairá em 2021; 300 vagas

O concurso PC AL (Polícia Civil de Alagoas) já foi autorizado e o edital poderá ser anunciado no começo de 2021, segundo o governador do , Renan Filho. Ele havia anunciado o certame para o ano de 2020, porém por conta da pandemia da COVID-19 o cronograma sofreu atrasos.

Em pronunciamento na Assembleia Legislativa, o governador afirmou os investimentos que deverão ser feitos na área da segurança: a reestruturação da carreira de Delegado e a realização do novo concurso público. 

Já em sua rede social oficial, ao postar um trecho da que concedeu dia 24 de agosto de 2020 sobre a situação nos presídios, Renan Filho respondeu à pergunta de um cidadão feita nos comentários da postagem da seguinte forma:

imagem25-08-2020-15-08-20
imagem25-08-2020-15-08-20

O concurso PC AL está autorizado desde abril de 2018. Na época, a publicação no Diário Oficial não definiu número de vagas, nem mesmo os cargos em disputa.

A previsão era de que o edital fosse publicado em 2020, porém a pandemia do coronavírus atrasou os trabalhos e a execução das etapas previstas.

Recentemente, como mostramos acima, o governador Renan Filho confirmou a expectativa de que o edital seja lançado em 2021. Ele disse que o certame sairá em “1/2021”, uma referência de data que tanto poderia estar se referindo ao primeiro semestre de 2021 quanto ao mês de janeiro de 2021. Faltou esclarecer mais.  

Conforme a SEPLAG – Secretaria de Planejamento, Gestão e Patrimônio de Alagoas, as conversas deverão ser retomadas somente quando a situação se normalizar, visto que as prioridades atuais do governo são outras.

O concurso PC AL deverá preencher 300 vagas. Atualmente, a Polícia Civil de Alagoas possui 1.793 servidores, embora sejam previstos na instituição 5 mil cargos. 

Dessa forma, as 300 vagas podem não ser suficientes para suprir as necessidades da instituição. Nesse sentido, o Sindicato dos Policiais Civis de Alagoas (SINDPOL) e o Delegado Geral da PC AL buscam aumentar o número de vagas, uma vez que cerca 600 profissionais estão aptos a solicitarem a aposentadoria.

E quais as vagas a serem preenchidas no novo concurso público?

Se você deseja concorrer a uma das vagas do novo concurso, é importante que esteja atento sobre quais os requisitos e o que faz cada um dos cargos a serem oferecidos. Confira:

Agente de Polícia

O cargo exige nível superior em qualquer área. Além disso, o profissional deverá possuir Carteira Nacional de Habilitação (CNH) na categoria B ou superior.

O Agente de Polícia é o profissional responsável por executar investigações e operações policiais, objetivando a prevenção e repressão de ilícitos penais.

Delegado de Polícia

Para ser um Delegado de Polícia, o profissional deverá possuir curso de nível superior em Direito.

É ele que atua na direção, supervisão, coordenação, planejamento e controle da polícia judiciária e das investigações e operações policiais. Também é responsável por instaurar e presidir procedimentos policiais.

Escrivão de Polícia

É necessário possuir curso superior em qualquer área de formação para concorrer ao cargo.

Esse profissional vai realizar atividades como lavrar termos, mandados e demais formalidades processuais.

A Lei nº 7.971 de 9 de janeiro de 2018 fixou os subsídios para a carreira de Agente e Escrivão de Polícia Civil do Estado de Alagoas em R$ 3.800,00 para ingresso na carreira.

No caso do Delegado, o vencimento anunciado em 2012 era de R$ 12.593,22. Em uma rápida busca no é possível verificar que os aprovados no último concurso para Delegado recebem mais de R$ 15 mil.

O foi realizado em 2012 pela CESPE/UNB, quando foram preenchidas 400 vagas para Agente de Polícia, Delegado de Polícia e Escrivão de Polícia.

Na época, o salário ofertado era de R$ 12.593,22 para Delegado e de R$ 2.071,80 para os outros cargos.

O concurso de 2012 teve um total de 18.879 candidatos inscritos, sendo 7.916 para Agente, 8.651 para Delegado e 2.312 para Escrivão.

O valor da taxa de inscrição era de R$ 152,00 para Delegado e de R$ 96,00 para os outros cargos. Em algumas situações, foi possível solicitar a .

Todos os candidatos do concurso PC AL deverão realizar provas objetivas,  provas discursivas, teste de capacidade física, avaliação psicológica, investigação social e exames médicos.

Também haverá prova prática de digitação para os candidatos ao cargo de Escrivão de Polícia e prova de títulos para Delegado.

E por fim, aqueles que forem aprovados dentro do número de vagas e convocados para assumirem o cargo deverão passar pelo Curso de Formação Policial. 

Confira nos próximos tópicos os detalhes de cada uma dessas etapas.

Prova objetiva

Etapa de caráter eliminatório e classificatório composta por 120 questões utilizando o de avaliação, ou seja, o candidato ganha pontos ao acertar cada questão e perde nota ao respondê-la incorretamente.

A prova objetiva foi composta por 50 questões de Conhecimentos Básicos e 70 questões de Conhecimentos Específicos.

O conteúdo de Conhecimentos Básicos para todos os cargos envolveu as disciplinas de e .

Já nas questões de Conhecimentos Específicos, foram cobrados os seguintes conteúdos:

Para Agente e Escrivão de Polícia:

Para Delegado de Polícia:

Para se aprovado na prova objetiva o candidato deveria: 

Prova discursiva

A prova discursiva tinha apenas uma questão que deveria ser respondida da seguinte forma:

Teste de capacidade física

O possui caráter eliminatório e busca avaliar se o candidato está apto a realizar as tarefas do cargo.

Confira as etapas que fazem parte do teste:

Prova de títulos (apenas para Delegado)

A tem pontuação máxima de até 3,5 pontos. Confira no quadro abaixo os títulos que são avaliados e sua respectiva pontuação:

TítuloPontuação unitáriaPós-graduação em nível de doutorado2,00 pontosPós-graduação em nível de mestrado1,00 pontoPós-graduação em nível de especialização com carga horária mínima de 360 horas0,50 pontosPontuação máxima3,50 pontos

Todos os títulos acima deverão ser na área do Direito e somente será pontuado um título em cada uma das categorias.

Prova prática de digitação (apenas para Escrivão)

Os candidatos ao cargo de Escrivão têm mais uma etapa que envolverá um teste prático de digitação valendo até 5,00 pontos.

Os candidatos devem digitar um texto de aproximadamente 2.000 caracteres e serão avaliados o número de toques por minuto e os erros cometidos na transcrição do texto.

A nota mínima para aprovação nessa prova é 2,50 pontos. 

Avaliação psicológica

Todos os candidatos deverão passar pela avaliação psicológica que consiste em diversos testes para identificar se o candidato está apto ao cargo.

Investigação Social

Nesta etapa se avalia se o profissional possui conduta pessoal para assumir um cargo na Polícia Civil.

Para tanto, serão observados os antecedentes criminais, sociais, familiares e profissionais. 

Exame médico

Etapa para avaliar se o candidato possui saúde física e psíquica para suportar as atividades que será submetido no exercício do cargo e no Curso de Formação Policial.

Curso de formação policial

Última etapa do concurso PC AL na qual serão convocados os candidatos classificados dentro do número de vagas para cada cargo.

O Curso de Formação Policial possui duração mínima de 360 horas e durante o curso o profissional recebe bolsa de 50% da remuneração do cargo.

A participação no curso exige dedicação exclusiva e em tempo integral e poderá ocorrer, inclusive nos sábados, domingos e feriados.

Quais os critérios para aprovação no Curso de Formação Policial:

Compartilhe

Fonte: www.concursosnobrasil.com.br/concursos/al/concurso-pc-al.html

Coronavírus em Tempo Real