Auxílio emergencial de Minas Gerais é aprovado; parcela de R$ 600

Auxílio emergencial de Minas Gerais: logo do governo de Minas Gerais em fundo branco
Auxílio emergencial de Minas Gerais: logo do governo de Minas Gerais em fundo branco

Apenas uma pessoa por família poderá receber o auxílio emergencial de Minas Gerais. – Foto: Reprodução / Governo de Minas Gerais

Na última sexta-feira, dia 30 de abril, a Assembleia Legislativa de Minas Gerais (ALMG) aprovou o projeto sobre o “Recomeça Minas”. A iniciativa prevê a criação de um auxílio emergencial de MG, que deverá ser destinado para as famílias mineiras em situação de extrema pobreza. Em parcela única, os beneficiários vão receber o valor de R$ 600, desde que tenham renda per capita menor do que R$ 89.

“Minas finalmente vai recomeçar. Aprovamos em definitivo o Recomeça Minas. Agora, quem gera emprego e quem precisa trabalhar terão o incentivo necessário para se reerguer e seguir em frente. Isso é algo verdadeiramente novo no Estado”, comemorou o presidente da Assembleia Legislativa de Minas Gerais, Agostinho Patrus (PV).

Por meio do auxílio emergencial em Minas Gerais, a expectativa é de que um milhão de famílias mineiras recebam a parcela única de R$ 600. O governo do estado deverá usar a base do CadÚnico como parâmetro para definir a lista de beneficiários. Para receber o auxílio emergencial de MG, será necessário ter renda per capita menor do que R$ 89 (situação de extrema pobreza).

As unidades familiares que atendam à exigência mesmo sem estarem incluídas no CadÚnico, por sua vez, poderão pedir o auxílio emergencial de MG por meio de uma plataforma online. A página que aceitará as inscrições deverá ser criada ao longo dos próximos dias. É necessário ficar atento ao site do governo de MG para não perder nenhuma novidade. Vale ressaltar que apenas uma pessoa por família poderá receber o benefício estadual.

O projeto “Recomeça Minas”, além de estabelecer o auxílio emergencial de MG, zera o ICMS dos produtos da cesta básica. Essa medida valerá durante 90 dias, sendo o prazo contado a partir do estado de calamidade pública. O governo do estado também prevê a redução de multas e juros para quitação de dívidas tributárias, bem como linhas de crédito do Banco de Desenvolvimento do Estado (BDMG).

Bruno Destéfano
Bruno Destéfano
Bruno DestéfanoRedatorNasceu no interior de Goiás e se mudou para a capital, Goiânia, no início de 2015. Seu objetivo era o de cursar Jornalismo na UFG. Desde o fim de sua graduação, já atuou como roteirista, gestor de mídias digitais, assessor de imprensa na Câmara Municipal de Goiânia, redator web, editor de textos e locutor de rádio. Escreveu dois livros, sendo um de ficção e outro de não-ficção. Também recebeu prêmios pela produção de um podcast sobre temas raciais e por seu livro-reportagem "Insurgência – Crônicas de Repressão". Atualmente, trabalha como redator web no site "Concursos no Brasil" e está participando de uma nova empresa no ramo de marketing digital.

Compartilhe

Fonte: www.concursosnobrasil.com.br/noticias/auxilio-emergencial-de-minas-gerais-e-aprovado-parcela-de-600.html