Como e onde assistir ao show do Maroon 5 no Super Bowl 2019

Neste domingo (3) acontece, nos Estados Unidos, o a 53ª edição do Super Bowl, como é chamada a final do Campeonato da Liga Nacional de Futebol Americano. Desta vez, o jogo será entre o Los Angeles Rams e o New England Patriots, e acontecerá no Mercedes-Benz Stadium, em Atlanta, a partir das 21h30 (horário de Brasília).

maroon 5 adam levine Adam Levine em show do Maroon 5 na Filadélfia em 2018

Como é de praxe, o evento conta ainda com um show de intervalo baphônico, normalmente cheio de efeitos especiais e comandado por grandes artistas. E, neste ano, o responsável por agitar a galera é o grupo Maroon 5. Vai querer assistir ao jogo e/ou ao show do intervalo? A gente te explica como!

No Brasil, a partida será exibida ao vivo e com exclusividade pelo canal de TV fechado ESPN. Para aqueles que preferem acompanhar pela internet, também será possível acompanhar o evento através do aplicativo do canal, o WatchESPN, disponível para download em plataformas iOS e Android, e pelo site oficial. A única coisa é que, mesmo para ver o evento online, é preciso ter uma assinatura de TV a cabo. Tendo isso, é só inserir os dados de assinante e a transmissão é liberada.

Outra opção é para aqueles que têm o pacote mais caro (R$ 32, 80 por mês) do PlayPlus, o serviço de streaming da Record, que tem parceria com a ESPN.

Quer mais? É possível ver os jogadores e o Adam Levine gigantes em telas de cinema! É que o Super Bowl 2019 também será exibido em 110 salas espalhadas pelo Brasil. O site da Cinelive traz uma lista com todos os locais que vão passar o jogo. Só fique de olho porque os ingressos não saem por menos de R$60 (inteira), viu?

AS POLÊMICAS DO SHOW

A 53ª edição do Super Bowl foi marcada por algumas polêmicas em relação ao show de intervalo. É que, em 2016, o jogador Colin Kaepernick, do San Francisco 49ers, se ajoelhou quando o hino dos Estados Unidos era tocado antes de uma partida como uma forma de protesto contra a violência policial que alguns negros vinham sofrendo no país.

A atitude de Colin chamou a atenção e mais jogadores o imitaram em outras partidas. Só que então a NFL proibiu que os atletas se ajoelhassem durante o hino e, desde 2017, Colin não consegue um contrato. Após a decisão da liga, muitos artistas se mostraram ao lado do jogador e recusaram o convite de cantar no evento, como foi o caso de Rihanna, Jay Z, P!nk e Cardi B.

Maxim Super Bowl Party – Inside

Depois de algumas tentativas frustradas, o Maroon 5 topou fazer o show e convidou ainda os rappers Big Boi e Travis Scott para se juntarem a eles. Todos os artistas foram criticados por parte dos fãs por aceitarem participar do evento e, na semana passada, a coletiva de imprensa com o Maroon 5 que aconteceria antes da partida foi cancelada, provavelmente para evitar mais polêmicas.

A banda, porém, teria feito um acordo com a NFL que determina que cerca de 500 mil dólares arrecadados com o evento sejam doados a uma organização que ajude crianças carentes. Travis Scott teria concordado com um proposta semelhante, com doações para uma ONG que trabalha pela justiça social.