Pandemia consagra mercado de lives em São Luís | O Imparcial

Desde março, em São Luís, o mercado audiovisual e as atividades culturais recebem forte impacto das medidas de distanciamento social. Casas de show e de eventos sociais, teatros e cinema se viram, do dia para a noite, com receita zero. E, devido a isso, para este segmento, o ano de 2020 tinha tudo para ser um “avião parado na pista, sem nem taxiar”. Os desafios são de ordem econômica, profissional e artística, mas eles estão sendo superados com novas formas de atividades, que emergem no ambiente digital: a produção de lives, as transmissões ao vivo nas mais diversas plataformas, via internet.

Na capital maranhense, não são poucos os profissionais de audiovisual que têm feito lives. O empresário Anthony Júnior, que durante a pandemia criou o projeto “Lives que Conectam”, tem uma forma de produção que inclui toda uma cadeia produtiva, de iluminador a divulgador. Anthony contou a O Imparcial que há uma equipe completa envolvida nas produções, toda invisível durante as transmissões ao vivo, pois o que as pessoas enxergam são os músicos de um show “em casa”, ou empresas que queiram sediar uma atração virtual para os colaboradores.

O show tem que continuar

“Fui contratado para fazer parte da equipe que produziu a live da banda maranhense Mesa de Bar, feita no dia 17 de abril, no Youtube. Após esse trabalho, me perguntei como eu poderia, por conta própria, realizar outras lives no mesmo molde da Mesa de Bar (com drones e profissionais do audiovisual), que teve grande aceitação de público. Era uma forma de continuar trabalhando. Em pouco tempo, consegui 13 patrocínios, fechei parcerias com cantores, duplas e bandas do Maranhão, e montei um cronograma de transmissões ao vivo, que permanece sendo realizado”, revelou Anthony.

A primeira atividade do Lives que Conectam, segundo Anthony, foi o show do cantor Erickson Andrade. A segunda, “O Cabaré do Totó”, quando seis cantores do arrocha se reuniram numa única transmissão e cantaram vários sucessos desse estilo musical. No último sábado (20), o projeto realizou a live da banda de reggae Raiz Tribal, e, no próximo domingo (28), será a vez da live do grupo de pagode “Feijoada Completa”. Paralelo às lives musicais, o empresário revelou que pega contratos corporativos de diferentes ramos, para a criação de eventos multimídia, nos formatos palestras, reuniões e conferências virtuais.

Alta de 50% na procura por lives

Se para Anthony Júnior a experiência com transmissões ao vivo é nova, para Deibson Nélio Nunes, sócio-diretor de uma produtora audiovisual de São Luís, as exigências de distanciamento fizeram com que os projetos de lives desenvolvidos pela empresa, desde 2019, se tornassem ainda mais sólidos. “A humanidade se colocou num grande teste: a pandemia nos afasta do convívio social e, ao mesmo tempo, nos coloca para consumir muita coisa on-line. A demanda por entretenimento é enorme, mas desde que seja em casa”, comentou o empresário, que dirige transmissões ao vivo.

Deibson Nélio detalhou que a empresa já trabalhava com transmissões, principalmente de jogos esportivos, e que o leque de atividades produzidas pela empresa se expandiu na quarentena da Covid-19. Segundo o empresário, o orçamento de uma live varia entre R$3 mil e R$6 mil. Ele revelou que a procura por esse serviço, na produtora, teve alta de 50%, e que o faturamento atingiu uma alta de 70%.

Para quem ainda quer fazer uma live, e não sabe por onde começar, o especialista explicou que o primeiro passo é fazer uma pesquisa de empresas no mercado maranhense, que oferecem este tipo de serviço. “Depois, levantar orçamentos, planejar, e participar de reuniões”, indicou Deibson.

São João ao vivo

As brincadeiras de bumba meu boi, popular celebração do calendário cultural do Maranhão, também foram afetadas pela pandemia do coronavírus, e os eventos, que ocorreriam este mês, foram cancelados. A diversão, no entanto, foi adaptada para o mundo virtual das lives. Diversos foram os grupos, como o Boi de Maracanã (sotaque de matraca) e o Boi de Axixá (sotaque de orquestra), por exemplo, já realizaram transmissões especiais para que ninguém ficasse sem celebrar Santo Antônio, São João, São Pedro e São Marçal.

Algumas dessas atrações contam com a divulgação do jornalista Davi Max. Ele disse que faz também a apresentação das brincadeiras de bumba meu boi, durante as transmissões ao vivo, que geralmente são feitas em uma chácara na Estrada da Maioba, espaço esse que conta com estrutura física adequada para acomodar os componentes dos grupos folclóricos, nas lives. Davi Max informou, ainda, que as transmissões ao vivo das brincadeiras de bumba meu boi são patrocinadas por empresas e personalidades públicas de São Luís.

imagem22-06-2020-23-06-25
imagem22-06-2020-23-06-25
Jornalista Davi Max é requisitado para a apresentação e divulgação de lives juninas

“Há bastante gente no meio cultural que está atravessando a crise, gerada pelo coronavírus, fazendo lives. Eu tenho feito o trabalho de divulgação de alguns desses eventos. E, devido ao momento economicamente delicado que os grupos de bumba meu boi têm vivido, presto serviços, também, de forma gratuita, como voluntário e apoiador das manifestações culturais do nosso estado”, declarou Davi Max. A participação mais recente do jornalista em uma live foi no sábado (20), quando apresentou a live do Boi da Lua.

Internet: espaço para todos

Se nos arraiais juninos as programações nem sempre conseguem contemplar todas as brincadeiras, no ambiente virtual o que não falta é espaço. Por isso, brincadeiras que existem há menos tempo têm se esforçado para também apresentar, via internet, aquilo que sabem e amam fazer: dançar para os santos juninos. É o caso do grupo de bumba meu boi Novilho dos Lençóis, que nasceu há 8 anos na cidade de Humberto de Campos, região dos Lençóis Maranhenses, a 180 km de São Luís.

imagem22-06-2020-23-06-25
imagem22-06-2020-23-06-25
Apresentação do Boi Novilho dos Lençóis antes da pandemia

O grupo reúne quase 100 brincantes todos os anos, entre músicos, vaqueiros, índias e o pessoal da organização. Todos são nativos da região de Humberto de Campos e sempre aguardam com ansiedade a chegada do mês de junho, quando juntos partem em turnê pelos arraiais da capital e de outras cidades maranhenses. Este ano, apesar do número bem reduzido de brincantes, o Novilho dos Lençóis poderá chegar ainda mais longe e alcançar muito mais gente: no próximo domingo (28), será transmitida a primeira live do grupo, cuja exibição ocorrerá no Youtube, no canal “Novilho dos Lençóis”.

“Planejar essa live foi algo desafiador, pois, além de ser um projeto novo para o Grupo Novilho dos Lençóis, tínhamos que ter na nossa conta do Youtube pelo menos mil pessoas inscritas, critério exigido pela plataforma digital para a realização de uma transmissão ao vivo. A direção do grupo, os cantadores, os dançarinos, todos nós fizemos campanha nas redes sociais, mobilizamos nossos familiares e amigos, e, em apenas quatro dias, conseguimos chegar aos mil inscritos no Youtube”, compartilhou Socorro Almeida.

imagem22-06-2020-23-06-26
imagem22-06-2020-23-06-26
Socorro Almeida, presidente do Boi Novilho dos Lençóis, está ansiosa pela primeira live do grupo que nasceu há 8 anos na cidade de Humberto de Campos (MA). Objetivo da live é angariar recursos para ajudar brincantes e músicos, todos nativos do município humbertuense.

Socorro contou que o objetivo da live do Boi Novilho dos Lençóis é arrecadar doações para as famílias dos componentes do grupo. “Esta é uma forma de angariar recursos financeiros, pois com o cancelamento das festas de São João, devido à pandemia, houve abalo econômico na cultura maranhense. Mas esta é uma oportunidade para que todas as brincadeiras de bumba meu boi possam se reinventar, tanto agora, quanto na pós-pandemia”, enfatizou a presidente do Boi Novilho dos Lençóis.

Além da live, o boi humbertuense prepara uma surpresa para os moradores de um condomínio, em São Luís, de onde será feita a transmissão. “Nós estamos contando com todo o apoio possível, porque fazer uma transmissão é algo de muita responsabilidade. O cenário da nossa transmissão será montado na área de lazer de um condomínio de apartamentos no bairro do Olho d’Água, onde poderemos também alegrar a tarde dos moradores, na véspera de São Pedro, com as devidas medidas de distanciamento social. Estamos ansiosos e sabemos que será inesquecível”, finalizou Socorro Almeida com entusiasmo.

Fonte: oimparcial.com.br/entretenimento-e-cultura/2020/06/pandemia-consagra-mercado-de-lives-em-sao-luis

Coronavírus em Tempo Real