Falta motivo para comemorar, diz entidade sobre o Dia dos Povos Indígenas

Nesta terça-feira (9) é celebrado o Dia Internacional dos Povos Indígenas. A data foi instituída em 1994 em alusão à primeira reunião do Grupo de Trabalho da Organização das Nações Unidas (ONU) sobre populações indígenas que ocorreu em 1982.

Quarenta anos depois, no entanto, entidades alertam que não há muito o que se comemorar. Nesta terça, está marcado um ato nacional em celebração à data. Em Brasília, os manifestantes vão se reunir em frente à Funai, no Setor Comercial Sul.

O ato pede Justiça pela morte do indigenista Bruno Pereira, do jornalista Dom Phillips, este ano, e também do indigenista Maxciel Pereira dos Santos, morto em 2019.

Além disso, os manifestantes protestam contra o Marco Temporal, em discussão no Congresso Nacional e no Supremo Tribunal Federal (STF), e pedem a exoneração de Marcelo Xavier, presidente da Fundação Nacional do Índio (Funai).

Hoje, a Articulação dos Povos Indígenas do Brasil (Apib) protocolará nas procuradorias do Ministério Público Federal (MPF) de todo país uma denuncia contra Marcelo Xavier por crime de improbidade administrativa.

A Apib também entrou com uma Ação Civil Pública (ACP) na 9ª Vara da Justiça Federal de Brasília para pedir o afastamento imediato de Xavier. 

 

Fonte: oimparcial.com.br/noticias/2022/08/falta-motivo-para-comemorar-diz-entidade-sobre-o-dia-dos-povos-indigenas