Chuvas na Índia deixam 65 mortos e centenas de milhares de desabrigados

As chuvas do período de monções causaram pelo menos 65 mortes no sul da Índia e obrigaram centenas de milhares de pessoas a deixarem suas casas, além de provocar danos materiais e a suspensão de serviços de transporte, segundo informações divulgadas nesta sexta-feira, 9, pelas autoridades locais. O estado de Kerala, no sul do país, um dos destinos turísticos, foi um dos mais afetados, com pelo menos 27 mortos. A região ficou devastada há um ano, quando viveu as piores inundações em quase um século, nas quais morreram cerca de 400 pessoas em três meses. Além disso, houve danos à infraestrutura, a imóveis e a outras propriedades, tudo estimado em 2,6 bilhões de euros.

A cidade de Wayanada é a mais danificada pelas chuvas de monção, e há pessoas desaparecidas, informou o porta-voz das Forças Armadas da Índia, Shridar Varrier. Ainda segundo ele, o aeroporto internacional de Cochin está parcialmente submerso, o que levou a suspensão das operações até o próximo domingo. Vários distritos se encontram em alerta vermelho.

Na cidade de Kolhapur, no estado de Maharashtra, as precipitações provocaram pelo menos quatro mortes, e 34 equipes de resgate para levarem mais de 200 mil pessoas para refúgios temporários. As informações são do chefe de governo regional, Devendra Fadnavis. “A situação está sob controle neste momento, mas algumas pessoas continuam presas em suas casas e o nível da água é de mais de um metro”, disse o subinspetor da Força Nacional de Resposta a Desastres (NDRF) na cidade de Pune, Ananth Babulkar, sem detalhar o balanço de mortos no estado.

De acordo com a agência de notícias ANI, Maharashtra é o estado com mais mortes, com um total de 29. Um porta-voz do Departamento de Gestão de Desastres do estado de Tamil Nadu, também no sul da Índia, e que pediu anonimato, disse que houve cinco mortos na região, que não foi das mais afetadas. Sem um balanço oficial de mortes porque as operações de resgate ainda estão em andamento, o estado de Karnataka sofre grandes danos materiais em casas e edifícios. Imagens difundidas nas redes sociais mostram o antigo templo hindu de Pattadakal, declarado Patrimônio da Humanidade pela Unesco, parcialmente submerso. Os serviços de transporte terrestre foram suspensos até novo aviso.

(Com EFE)

Fonte: veja.abril.com.br/mundo/chuvas-na-india-deixam-65-mortos-e-centenas-de-milhares-de-desabrigados