Candidato de ACM Neto ao governo sofre para emplacar em Salvador

José Ronaldo (DEM), que é apoiado por ACM Neto para o governo da Bahia, tem sofrido para emplacar seu nome em Salvador, onde está concentrada a maior parte do eleitorado do estado. Seu fraco desempenho tem forçado o prefeito da capital baiana a ir a campo defender o candidato.

José Ronaldo fez a vida política em Feira de Santana e, segundo os aliados, era “absolutamente desconhecido” na capital baiana antes do início do horário eleitoral. Além disso, seus correligionários apontam que o “perfil interiorano” e a ausência de um “discurso forte de oposição” impedem que o candidato decole nas pesquisas de intenções de votos.

O último levantamento apontou números pouco confortáveis para José Ronaldo. Ele tem 8% contra 50% do governador e candidato à reeleição, Rui Costa (PT). Para que o aliado cresça em Salvador, ACM Neto tem feito campanha na cidade até mesmo sem a presença do ex-prefeito de Feira de Santana.

“ACM Neto virou o candidato em Salvador. O discurso de Zé Ronaldo, infelizmente, não tem funcionado aqui. Há uma dificuldade na forma de se comunicar. É uma forma do interior”, disse um aliado.

No programa eleitoral, ACM Neto tem tido presença marcante. Os governistas já ingressaram na Justiça para reduzir o tempo do presidente nacional do DEM no horário eleitoral. Os apoiadores da campanha democrata dizem ainda que Rui Costa concentrou a maior parte dos recursos, durante o mandato, em Salvador, e o eleitorado da capital baiana tem avaliado que a rivalidade entre DEM (na prefeitura) e PT (no governo) favorece a cidade. Logo, prefere a permanência do governador na administração.

Por outro lado, os correligionários acreditam que Zé Ronaldo pode surpreender no interior, onde Rui Costa decidiu intensificar a campanha. Segundo o ex-governador da Bahia e candidato ao Senado Jaques Wagner (PT), o aliado tem visitado até 19 cidades a cada três dias.

Deixe uma resposta