Caso Gugu: novo documento pode anular testamento e beneficiar Rose Miriam

Gugu Liberato , morreu em novembro de 2019, após uma queda em sua residência em Orlando, nos Estados Unidos. Desde então, Rose Miriam Souza di Matteo trava uma batalha na Justiça para ser reconhecida como herdeira do espólio. Até o momento, os únicos beneficiários são os filhos e cinco sobrinhos.

Todavia, um novo documento, com origem norte-americana, apresentado pela defesa de Rose Miriam promete acirrar essa disputa judicial. Para conseguir o direito de gree card – visto de residência permanente nos EUA -, há algumas maneiras. Gugu escolheu investir uma alta quantia no país.

No documento, escrito em inglês e traduzido por um profissional juramentado, o apresentador alega que Rose é “sua companheira de muitos anos” e que doa a quantia de US$ 555 mil a ela consciente e em posse de suas faculdades mentais. 

Ali, Gugu afirma que sua fortuna é avaliada em mais de 200 milhões e segue. “Presenteei [Rose com] US$ 555 mil da minha conta para uso pessoal da minha companheira”. No fim ele completa: “declaro que o que acima exposto é verdadeiro e correto, tanto quanto é do meu conhecimento, sob pena de perjúrio”.

O documento foi apresentado essa semana pela defesa de Rose Mirian à Justiça brasileira, que analisa o processo de reconhecimento de união estável movido por ela.

Depois da morte de Gugu , a família se reuniu para a leitura do testamento. Nele, o comunicador dividiu sua fortuna assim: 75% para os três filhos e o restante para os cinco sobrinhos.  Rose Miriam não é citada.

Desde então, ela luta na Justiça para provar que tinha uma união estável com Gugu, o que daria direito a ela à metade do patrimônio que ele construiu enquanto estiveram juntos.

Fonte: undefined – iG @ https://gente.ig.com.br/fofocas-famosos/2020-09-28/gugu-novo-documento-pode-anular-testamento-e-beneficiar-rose.html

Coronavírus em Tempo Real