Atriz de Glee acusa Lea Michele de racismo: “Verdadeiro inferno”

imagem03-06-2020-05-06-17
imagem03-06-2020-05-06-17
perfume ch o boticario fragrancia capricho mood
perfume ch o boticario fragrancia capricho mood

Nesta segunda-feira (1/6), Samantha Marie Ware, que interpretou Jane Hayward na última temporada de Glee, acusou abertamente Lea Michele (Rachel) de ser racista e relembrou no Twitter alguns episódios que aconteceram durante as gravações do seriado musical. A revelação contou com o apoio de Amber Riley (Mercedes) e Alex Newell (Unique), que também atuaram na atração.

A história começou com uma mensagem de Lea, postada em 29/5 na rede social, prestando apoio ao que ocorreu a George Floyd na semana passada – o americano foi assassinado por um policial branco após uma abordagem violenta. Ela ainda finalizou o texto com a hashtag #VidasNegrasImportam.

George Floyd did not deserve this. This was not an isolated incident and it must end. #BlackLivesMatter

— Lea Michele (@LeaMichele) May 29, 2020

Diante a publicação, Samantha abriu o jogo e dividiu com os seus seguidores o que sofreu ao contracenar com a atriz. “Você lembra quando transformou meu primeiro trabalho na televisão em um verdadeiro inferno? Porque eu nunca vou esquecer. Eu acredito que você disse a todos que, se tivesse a oportunidade, defecaria na minha peruca. Além de várias outras microagressões traumáticas e que fizeram eu questionar a minha carreira em Hollywood”, expôs.

LMAO REMEMBER WHEN YOU MADE MY FIRST TELEVISON GIG A LIVING HELL?!?! CAUSE ILL NEVER FORGET. I BELIEVE YOU TOLD EVERYONE THAT IF TOU HAD THE OPPORTUNITY YOU WOULD “SHIT IN MY WIG!” AMONGST OTHER TRAUMATIC MICROAGRESSIONS THAT MADE ME QUESTION A CAREER IN HOLLYWOOD… https://t.co/RkcaMBmtDA

— SAMEYAAAAAA (@Sammie_Ware) June 2, 2020

Em seguida, Amber Riley compartilhou vários GIFs em seu perfil, que o público julgou como indiretas sobre as acusações. Primeiro, ela postou um GIF apontando o dedinho para cima, como se tivesse algo para falar sobre o assunto.

Depois, fez uma alusão à gíria americana “sipping the tea”, que é sobre ver uma fofoca boa baseada em uma notícia verdadeira. Para finalizar, disse para os internautas “seguirem em frente” e pediu pelo processo de policiais que assassinam pretos nos Estados Unidos.

pic.twitter.com/hXaORcsqAX

— Amber Patrice Riley (@MsAmberPRiley) June 2, 2020

pic.twitter.com/mgq6Vtcmgm

— Amber Patrice Riley (@MsAmberPRiley) June 2, 2020

#DefundThePolice #prosecutekillercops #BlackLivesMatter pic.twitter.com/8l1KzU8cEv

— Amber Patrice Riley (@MsAmberPRiley) June 2, 2020

Alex Newell foi mais direto. Ele repostou o texto de Samantha e incluiu um GIF com a legenda “pegue ela”. E também escreveu que, se as pessoas não conseguem entender o fato de ele prestar apoio a alguém que passou por uma experiência traumática, elas são parte do problema.

https://t.co/80ohlWM4Yd pic.twitter.com/tcfQyhgiGP

— Alex Newell (@thealexnewell) June 2, 2020

I’m gonna say this one time… when my friends goes through something traumatic I also go through it… that’s what friendship is… and if you can’t understand that then you’re part of the problem… and that’s on PERIODT! And I mean that for both sides of this coin!

— Alex Newell (@thealexnewell) June 2, 2020

Vale lembrar que, em 2016, Naya Rivera, que interpretou a Santana em Glee, revelou em seu livro diversos problemas que enfrentou com o comportamento de Lea Michele. Por ora, Lea não respondeu as acusações feitas por Samantha.

Fonte: capricho.abril.com.br/famosos/lea-michele-acusada-racismo

Coronavírus em Tempo Real