Após matar a própria mãe, ator de ‘Riverdale’ é condenado à prisão perpétua

O ator Ryan Grantham, de 24 anos, conhecido mundialmente por participar da série “Riverdale“, foi condenado à prisão perpétua depois de assassinar a própria mãe em 2020.

A pena do artista foi anunciada nesta quinta-feira 22, no Supremo Tribunal da Columbia Britânica, em Vancouver, no Canadá. De acordo com o New York Post, Ryan não terá a possibilidade de liberdade de condicional nos primeiros 14 anos de condenação.

A uíza Kathleen Ker definiu o caso como trágico e comovente. No Canadá, o assassinato em segundo grau tem como sentença a prisão perpétua automática, porém a audiência aconteceu para definir o tempo de espera para a solicitação de liberdade condicional.

Sobre o caso

Em março de 2020, o ator matou a mãe, Barbara Waite, com um tiro na cabeça, enquanto ela estava de costas para ele e tocava piano. Segundo as autoridades responsáveis pelo caso, depois de cometer o crime, o jovem pegou dinheiro, comprou maconha, produziu explosivos coquetel molotov e assistiu à televisão.

Antes de dormir, Ryan Grantham pôs um lençol no corpo da mãe e, no dia seguinte, colocou velas ao redor dela. Logo depois, pegou o carro com três armas, munição e 12 coquetéis molotov com a intenção de matar Justin Trudeau. Além disso, no carro, também tinha material para acampar e um mapa com coordenadas para chegar à residência do governante.

Na metade do caminho, o artista mudou de ideia e foi para uma delegacia. No local, confessou que matou a própria mãe. Ryan Grantham ainda não depôs no julgamento, no entanto os promotores informaram que o ator tinha tendências suicidas e à violência.

Veja também: Atriz Lili Reinhart, da Riverdale, condena apps de edição de fotos

Fonte: https://catracalivre.com.br/entretenimento/apos-matar-a-propria-mae-ator-de-riverdale-e-condenado-a-prisao-perpetua/