QUARESMA NUMA SOCIEDADE GLUTONA

José Maria Vasconcelos – cronista

Sou adepto da espiritualidade eivada de experiência em JESUS CRISTO. ELE, única PROVA carnal da existência de DEUS. O FILHO DO HOMEM deixou provas desse mistério na sua passagem pelo mundo: dominou forças da natureza, como as tempestades; curou leprosos, enfermos, aleijados e cegos; Ele ressuscitou mortos, multiplicou peixes, pães, transformou água em vinho. Enfim, quebrou o mistério da morte, que ainda atordoa o ser humano, ao ressuscitar o seu corpo. E nos abriu os olhos da esperança para o outro lado da vida.
JESUS me surpreende e encanta pela autoridade que nos outorga contra ESPÍRITOS MALIGNOS. Batem em retirada, pelo exercício da FÉ, ORAÇÃO E JEJUM, os espíritos imundos estagnados em viciados, criminosos, deprimidos, tarados e doentes. Malefícios que nos invadem, se não trancamos as portas do corpo e do espírito. A explicação desses enigmas encontra-se nos evangelhos: JESUS ordena os discípulos a CURAR e EXPULSAR demônios. Os discípulos decepcionavam-se por não conseguir reprimi os espíritos malignos. JESUS, então, sapeca-lhes terrível advertência: “Essa corja de espíritos só é possível expulsá-la com muita ORAÇÃO e JEJUM”(Mateus, 17).
As armas contra os ESPÍRITOS MALIGNOS: FÉ, ORAÇÃO e JEJUM. Especialmente na QUARESMA, vale a pena rever a lição do MESTRE. O mundo anda trôpego, a negligenciar as habilidades espirituais. O ser humano desorientado de espiritualidade exacerba-se em badalações, embriaguez, erotismo, estafante busca e acumulação financeira, ódios, ressentimentos, vingança, desonestidade, hábitos que entorpecem o espírito.
Estamos cercados de espíritos imundos, enrustidos nos hábitos da inveja, pederastia, corrupção, bandidagem. Não conseguimos enfrentá-los sem o exercício da espiritualidade. Os DEMÔNIOS andam soltos nas avenidas, prostíbulos, bandas bundas, escândalos e desajustados. Parece algo mais alto e sublime encontra-se esquecido.
A IGREJA CATÓLICA, sabiamente, criou o período da QUARESMA (40 dias), a fim de os cristãos diminuírem a turbulência do cotidiano pela reflexão, mais intensamente a ORAÇÃO, JEJUM e CARIDADE. 40 dias de limpeza do ESPÍRITO, em preparação para a PÁSCOA e RESSURREIÇÃO DE CRISTO. 40 dias de revisão existencial. Qual o sentido da vida? É só comer, consumir, divertir-se, gozar lucros e prazeres que nos puxam para o chão em vez do alto? Então, lembro-me da sábia canção de RAUL SEIXAS, OLHO DE TOLO: “Eu queria estar contente… Quando vejo as cercas embandeiradas que separam quintais, no cume calmo de meu olho se assenta a sombra sonora de um disco voador.” Duas belas metáforas que lembram o recado de CRISTO, especialmente na QUARESMA: não se encantar com as cercas embandeiradas da vida material nem deixar de mirar para o ALTO, valores mais elevados. Espíritos maus estão à solta. Nem psicólogos, nem barriga cheia conseguem expulsá-los. Meu médico tem razão: “Um jejum semanal beneficia o corpo”. Disse bem, doutor e Jesus tem razão? Imagine o lucro para o espírito. Bendita penitência quaresmal.
Josemaria001@hotmail.com