Mau hálito é consequência de desidratação?

Muitos não sabem, mas a desidratação também é uma das causas do mau hálito

Cláudia Christianne Gobor

A desidratação é uma questão recorrente na vida de muitos brasileiros que possuem a rotina agitada, é difícil beber água constantemente durante o dia. Mas isso pode trazer diversas consequências para o organismo, a halitose é uma delas.

A orientação de beber 2 litros de água por dia é uma questão que a maioria dos médicos e profissionais da saúde abordam e ressaltam, e não é à toa. Segundo a atual Conselheira Consultiva da Associação Brasileira de Halitose, Dra. Cláudia Gobor ‘’a água ajuda as glândulas salivares a produzirem a quantidade de saliva adequada para a boca, de modo que auxilia no combate ao mau hálito.’’

Os pacientes desidratados têm maiores chances de sofrer com a halitose, mas isso se dá pela redução da saliva no período de sede, podendo ocorrer uma descamação da mucosa da boca, e isso é fator causador da alteração de hálito. Porém, apenas beber muita água não irá curar milagrosamente a halitose. Ter uma boa higiene bucal passando o fio dental todos os dias e escovar os dentes após cada refeição é um ato muito importante para a boa saúde bucal. Cuidar desses fatores e manter a higienização correta é um fator crucial na hora de evitar o mau hálito, unida com a hidratação é um combo perfeito para evitar esse desagradável problema.

Serviço: Dra. Cláudia Christianne Gobor
Cirurgiã Dentista especialista pelo MEC no tratamento da Halitose
Ex-Presidente da Associação Brasileira de Halitose e Atual Conselheira Consultiva
website: https://www.bomhalitocuritiba.com.br/
(41) 3022-3131 | (41) 99977-7087
Redes sociais:
Instagram: @bomhalitocuritiba
Facebook: @bomhalitocuritiba