Jogos gratuitos ganham espaço no mercado e atraem empresas de grandes franquias

Fonte: Unsplash

O smartphone sempre foi o dispositivo mais popular para jogos aqui no Brasil. Em quase todas as pesquisas recentes, o aparelho aparece com quase 50% do público, deixando para trás os computadores, os videogames e até mesmo os tablets. Alguns motivos podem explicar esse sucesso, mas um dos mais importantes é a disponibilidade de jogos gratuitos para essa plataforma. Além de serem mais acessíveis, os títulos também são mais focados na experiência em conjunto. Isso chama a atenção das grandes desenvolvedoras, justamente para aplicar a mesma estratégia.

Em uma simples explorada nas lojas virtuais para smartphones, seja a Apple Store ou a Play Store, é possível encontrar diversos jogos interessantes totalmente gratuitos. Fortnite, League of Legends: Wild Rift, PUBG Mobile e Hearthstone são apenas alguns que podemos citar, e quase todos os fãs de games vão reconhecer esses títulos. São jogos que fizeram muito sucesso nos celulares, inclusive ganhando espaço no mundo profissional dos eSports.

É uma prova de como esses jogos estão ganhando espaço no mercado rapidamente, e superando em números grandes produções. Fortnite, por exemplo, conseguiu recentemente atingir os mais de 200 milhões de jogadores ativos. Um número de dar inveja para muita franquia consagrada, como Grand Theft Auto e FIFA. O curioso é que esses jogos continuam crescendo de popularidade, mostrando que o futuro dos jogos eletrônicos é gratuito e muitas vezes direcionado para os smartphones.

O sucesso é tão forte que algumas produtoras gigantes estão começando a usar dessa mesma estratégia. Em setembro deste ano, a Electronic Arts confirmou que o jogo The Sims 4 vai começar a ser disponibilizado gratuitamente. A ideia é reviver a franquia, e tentar transformar um jogo de 2014 em uma novidade para os fãs de jogos online. Uma tarefa complicada, mas que pode ser feita. Quem já fez isso de maneira bem-sucedida foi a Activision, com o jogo Call of Duty Mobile, um sucesso entre os apaixonados por jogos dessa categoria.

Inspirações para outras categorias

Essa estratégia não tem causado impacto apenas nas empresas produtoras de grandes jogos, mas também em desenvolvedoras de outras categorias. Por exemplo, alguns e-commerces estão lançando jogos gratuitos para oferecer prêmios aos usuários que podem ser trocados por descontos. É o caso da chinesa Shopee, com uma interação que lembra o tradicional Candy Crush Saga. Os consumidores podem garantir frete grátis e até descontos em lojas específicas dentro da plataforma com o jogo.

Os jogos de apostas online não conseguem oferecer a mesma experiência de maneira gratuita, apesar de alguns slots poderem ser jogados sem aposta em dinheiro real. Entretanto, para atrair os apostadores, existem os casinos com bónus sem depósito, onde você recebe um valor para apostar sem precisar gastar quantia alguma. O Gratorama Casino, o Winorama Casino e o Winner Casino oferecem até R$ 30,00 para você experimentar os jogos disponíveis na plataforma. Uma iniciativa que fica próximo da experiência de um jogo 100% gratuito.

Assim, o mercado dos jogos online comprova que muitas ofertas e bônus gratuitos podem atrair os fãs. É uma solução interessante, sobretudo para atrair durante a crise econômica que afeta o Brasil. Afinal, em um momento assim, o entretenimento costuma ser o primeiro setor que perde. Isso está mudando por conta de estratégias como essas, oferecendo grátis para ganhar a fidelidade dos usuários.

Jogos grátis nos videogames

Se olharmos para os jogos mais estruturados, normalmente que custam milhões de dólares para serem produzidos, as empresas também estão criando maneiras de oferecer gratuitamente. Um exemplo é o Xbox Game Pass, um serviço pago mensalmente que oferece um catálogo com jogos gratuitos para os donos do videogame. Assim como acontece nos cassinos online, não é uma oferta 100% gratuita, mas que chama a atenção pela facilidade em acessar as novidades.

Esses serviços costumam acrescentar jogos novos todos os meses, então é como se você pagasse um mesmo valor para ter várias novidades durante o ano. É diferente do PUGB Mobile, mas funciona para o mercado dos games. O importante é atrair a atenção dos potenciais consumidores, sobretudo em um setor com tanta concorrência.

Os jogos gratuitos estão se consolidando, e essa é uma novidade interessante para os apaixonados por game. Ao invés de gastar mais de R$ 4 mil em um videogame ou em um computador, você pode ter um smartphone razoável para jogar Fortnite e outros títulos famosos. A promessa é de mais ações desse jeito, fazendo com que esse setor fique ainda mais acessível.