Busca por Holdings Familiares aumentam no cenário de incertezas no Brasil

Especialista em direito empresarial comenta alguns benefícios do modelo empresarial para os envolvidos

De acordo com dados da Receita Federal, o Brasil tem mais de 100 mil holdings constituídas, sendo que São Paulo concentra o maior percentual de todas as holdings brasileiras em 2020. Assim, a criação de holding pode ser ainda maior devido ao cenário de incertezas que vive o Brasil.

Uma holding é uma empresa criada com a finalidade de controlar o patrimônio de pessoas físicas de uma mesma família, que passam a ter participações societárias. Tem como intuito proteger os ativos familiares e planejar regras importantes de gestão corporativa dos sucessores.

Segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatísticas (IBGE), mais de 90% das empresas brasileiras são de familiares. No entanto, mais de 70% dos filhos não se tornam sucessores do pai. Apenas 5% delas conseguem alcançar os netos de seus fundadores.

Nesse sentido, a Holding Familiar tem sido uma estratégia de planejamento sucessório almejada por famílias com grande patrimônio e que vivem com incertezas decorrentes da conjuntura social e familiar. O advogado especialista em direito empresarial Rafael Neiva (foto) destaca alguns benefícios ao compor uma Holding Familiar.

“A holding é um modelo recente que surgiu no Brasil com a lei n° 6.404/76, mas que está sendo aderida por muitas famílias que desejam um melhor planejamento sucessório e a administração dos bens. Aqui eu destaco alguns benefícios que mais impactam na vida dos envolvidos que é a proteção do patrimônio da família e a facilidade com um planeamento sucessório na procedência dos trâmites legais de divisão dos bens”, comenta o especialista.