Alunos da rede pública do Piauí comemoram primeiros lugares

O Ministério da Educação (MEC) divulgou nesta segunda-feita (28), o resultado Sistema de Seleção Unificada (Sisu) e a rede pública estadual comemora o desempenho dos alunos nas mais diversas áreas.

A aluna do Ceti Didácio Silva, Luiza Cavalcante Ribeiro, foi a 1ª colocada no curso de Direito, da Universidade Federal do Piauí, nas cotas para alunos de escola pública.

Luiza, que cursou o Ensino Médio no Ceti Didácio, diz que está muito feliz com o resultado. “Esperava passar, mas não achei que seria em primeiro lugar. Estou muito feliz porque realmente me esforcei muito ao longo do ano. Estou com uma sensação de dever cumprido recebendo esse resultado. Isso só comprova que quando a gente se esforça, o resultado vem”, declara a mais nova caloura da UFPI.

Em Luzilândia, o destaque é para a estudante da U.E Luis Teixeira, Pamylla Samara Martins Lopes, 1ª colocada no curso de engenharia civil da Universidade Federal de Alagoas (UFAL) e para o aluno Hyllan  Rocha, 1º  lugar em Matemática no Instituto Federal do Piauí. Em Campo Maior, temos o aluno José Tallyson da Silva, que foi 1º colocado para o curso de administração no Instituto Federal do Piauí DE Campo Maior.

Os estudantes que não foram selecionados podem participar da lista de espera a partir de terça-feira (29). Aqueles que foram selecionados devem fazer a matrícula nas instituições de ensino no período de 30 de janeiro a 4 de fevereiro. Os estudantes devem ficar atentos aos dias, horários e locais de atendimento definidos por cada instituição em seu edital próprio.

Quem não foi selecionado pode ainda participar da lista de espera. A adesão pode ser feita na página do Sisu a partir desta quarta-feira até o dia 5 de fevereiro. Esses alunos serão convocados pelas próprias instituições de ensino a partir do dia 7 de fevereiro.

Ao todo, o Sisu oferece, nesta edição, 235.461 vagas em 129 instituições públicas de todo o país. Puderam se inscrever no programa os estudantes que fizeram o Enem 2018 e obtiveram nota acima de zero na prova de redação. Segundo o MEC, 3,5 milhões de estudantes preencheram os requisitos.