Alckmin cumpre tabela

Antes do lançamento oficial de sua candidatura a presidente da República, Geraldo Alckmin justificava assim seu baixo índice de intenção de votos:

– A campanha sequer começou. Quando começar eu crescerei.

Não cresceu. Então Alckmin passou a dizer:

– Campanha só começa para valer quando tiver início a propaganda eleitoral no rádio e na televisão.

A propaganda foi ao ar e ele não se mexeu nas pesquisas. Ficou onde estava, ora um pontinho para cima, ora dois para baixo.

Por falta do que dizer, agora diz que se escalar três pontos ainda terá chances de disputar o segundo turno.

À deserção de políticos, soma-se a de assessores que cuidavam de sua campanha na área do marketing e da comunicação.

Está condenado a carregar sozinho seu próprio caixão. Coisa mais triste.